Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Moacir Pereira: Ministério Público investiga paralisação das aulas no Colégio de Aplicação

Um inquérito foi instaurado pelo Procurador Regional Eleitoral, Marcelo da Mota
Letícia Ortolan
Por Letícia Ortolan 07/07/2021 - 08:49Atualizado em 07/07/2021 - 08:51
Foto: Arquivo / 4oito
Foto: Arquivo / 4oito

O comentário político de Moacir Pereira, no Programa Adelor Lessa desta quarta-feira, 7, foi sobre a retomada das aulas presenciais no Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Este assunto ganhou uma nova dimensão com a abertura do Inquérito Civil Público, pela Procuradoria da República do Estado. O objetivo é investigar a negativa dos professores e diretores para a volta das atividades. 

“Mais de 800 crianças e adolescentes estão há 16 meses somente em atividade remotas e parcialmente. A investigação está sendo conduzida pelo próprio Ministério Público Federal e a direção do Colégio de Aplicação já encaminhou as explicações” destacou Moacir acrescentando que “o reitor da Universidade Federal, Ubaldo Baltazar, tem prazo até o final de semana para se manifestar”.

Conforme Moacir Pereira, o inquérito foi instaurado pelo Procurador Regional Eleitoral, Marcelo da Mota, após receber várias apresentações do movimento Pais Pela Educação. As manifestações estão acontecendo há meses, são mais de 80 famílias que pedem o apoio das autoridades.