Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Megaliquidação supera expectativas

Ação coletiva do varejo, realizada na semana passada em Criciúma, teve saldo positivo
Por Redação Criciúma, SC, 14/02/2019 - 22:05Atualizado em 14/02/2019 - 22:07
Arquivo / A Tribuna
Arquivo / A Tribuna

A tradição e a força da Megaliquidação se comprovaram na edição de 2019, promovida entre 4 e 9 deste mês. O título de maior ação coletiva do varejo catarinense se confirmou na participação das mais de 400 operações espalhadas por Criciúma e também nos resultados colhidos pela CDL, que, em parceria com o Sindilojas, organizou a promoção, bem como pelos testemunhos das empresas.

O principal indicador coletivo determinante para atestar a efetividade de vendas da Megaliquidação está no aumento de 25% em consultas ao sistema do SPC em relação à primeira semana de fevereiro de 2018, ano em que a promoção não foi realizada. “Não temos como apurar o total de vendas de todas as empresas participantes e traçar o comparativo exato, mas esse dado aliado a vários feedbacks positivos que recebemos de colegas lojistas confirmam que a Mega faz a diferença e o consumidor aproveita para comprar nesse período”, observa a presidente da CDL de Criciúma, Andréa Gazola Salvalaggio.

Elogios dos lojistas

De participação assídua nas edições da promoção coletiva, a Session Store, na Rua Henrique Lage, enaltece a força da Mega como apoio às vendas de início de ano. Ao colocar lado a lado com o desempenho da primeira semana de fevereiro de 2018, a empresa alcançou um número 45% superior em vendas. “Até fizemos promoções nessa época, mas sentimos que a Mega faz diferença porque atrai muitas gente, galera de cidades vizinhas. Foi assim nesse e em todos os anos que a promoção é realizada e por isso sempre participamos”, aponta o proprietário da loja, Daniel Silveira Lima.

O vaivém de pessoas com sacolas nas mãos pôde ser visto pelas ruas e também pelos shoppings da cidade. No Centro, entre as lojas do Shopping Della que comemoraram boas vendas na semana da Mega foi a Imaginarium. A franquia somou um total de vendas 40% superior em comparação ao mesmo período do ano anterior. “É legal perceber como a Mega fortalece a cidade inteira. As pessoas chegavam aqui já perguntando pelas ofertas da promoção, assim como vimos isso acontecer nas lojas do lado e até no quiosque de sorvetes. Temos a sensação da cidade toda no mesmo clima”, conta a gerente da loja, Thaís Antunes.

Não somente as lojas colheram bons resultados. Estreante na Megaliquidação, a Sala de Vacinas Búrigo vendeu cerca de 80% das doses colocadas em preço promocional. “O resultado nos deixou muito satisfeitos porque entramos com o objetivo de divulgar nossa nova unidade de vacinação anexa ao Laboratório Búrigo do Giassi Santa Bárbara, porém tivemos uma saída muito significativa das imunizações contra a meningite B”, relata o diretor da empresa, Renan Búrigo.

Muita gente renovou guarda-roupa, comprou material escolar, até fez uma vacina no filho, mas outros tantos aproveitaram para saborear as opções dos restaurantes e lanchonetes da Mega. Todas as operações do Conteiner Food Park aderiram e, como resultado, o condomínio gastronômico teve a melhor semana desde dezembro, revela o idealizador e responsável pelo empreendimento, Marcos Mendonça. “Superou as nossas expectativas essa primeira vez na Mega. Agradou ao público, que teve descontos reais e boas ofertas, e também aos restaurantes”, ratifica o empresário.

Movimentação regional

Em levantamentos históricos da Megaliquidação, sempre comprovou-se o apelo macrorregional da promoção. Em 2019, não foi diferente. O Estacionamento Rotativo Terminal Central participou da ação oferecendo vagas gratuitas a carros com placas de outras cidades. Somente esse empreendimento recebeu veículos de 44 cidades diferentes. “Observei que os lojistas abraçaram a causa da Mega e do próprio estacionamento e o propósito de movimentar a cidade deu certo. Em média 10% a 13% dos carros estacionados aqui já são de fora no ano inteiro. Em alguns momentos esse índice chegou a 30%, um aumento muito significativo”, conta o proprietário do estacionamento, Gio Canarin.