Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Maria Fumaça com 80 "imigrantes" na Festa Dell'Imigrazzione

Evento deste fim de semana, no Rio Maina, terá reedição da chegada dos italianos na região
Heitor Araujo
Por Heitor Araujo Criciúma - SC, 07/11/2019 - 17:23Atualizado em 07/11/2019 - 17:50
Divulgação
Divulgação

Thiago Lacerda e Ana Paula Arósio em um navio a vapor marcou o começo de um encanto da audiência televisiva brasileira no fim do século XX. A novela Terra Nostra, de Jayme Monjardin, foi uma das inúmeras romantizações da chegada da imigração italiana ao Brasil, com o primeiro episódio retratando o desembarque dos italianos em São Paulo. 

Homens e mulheres, idosos e crianças deixavam o velho continente no fim do século XIX em busca de melhores oportunidades na América do Sul. Foi a imigração italiana a responsável pelo desenvolvimento de algumas regiões do sul brasileiro, como o sul de Santa Catarina.

É a chegada desses imigrantes na então Colônia de Nova Veneza, em 1891, que a VIII edição da Festa Dell'Imigrazzione, que acontece nos dias 9 e 10 de novembro no distrito do Rio Maina, em Criciúma, vai reeditar. 

No evento, um Trem Maria Fumaça chegará no Parque dos Imigrantes com 80 pessoas vestidas a rigor, uma réplica fidedigna à chegada daqueles homens e mulheres que chegavam ao sul catarinense para trabalhar nas terras livres. 

“É um momento de muita expectativa, em que a história estará sendo reeditada. Vai retratar ao vivo aquilo que a gente vê em televisão, como de fato tudo aconteceu. Chegará o Trem Maria Fumaça com 80 pessoas à caráter, com as mesmas vestimentas, com mulheres grávidas e nenês agarrados no colo", explica Jucemar Rampinelli, presidente do Circolo Bergamasco di Rio Maina, que organiza o evento.

Além da tão aguardada chegada da Maria Fumaça, marcada para as 9h30 de domingo, dia 10, a festa terá apresentações artísticas de alunos de escolas da região, com danças e músicas, um campeonato de canastra e a competição "caça ao penico da nona". 

O que é a caça ao penico da nona? Aquele penico que as avós deixavam embaixo das camas será escondido no centro do labirinto do Parque dos Imigrantes. Quem encontrar primeiro, vence. A competição integra a etapa "esportiva" da festa da imigração.

Ainda no domingo terá um almoço a preço camarada com a gastronomia típica da imigração italiana na região: polenta, minestra, salame, queijo, vinho... Tirando o almoço, todas as atividades são gratuitas. 

A expectativa da organização é de que entre 5 a 7 mil pessoas compareçam aos dois dias de evento. "Se o tempo contribuir, até mais, por que não 10 mil?", alerta Rampinelli. “A festa é para todo mundo. É um evento marcante, ninguém fez algo parecido na região como vai ser essa chegada da Maria Fumaça", convida o organizador.