Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Jogos avulsos mais caros

Serviço de streaming da transmissão do Campeonato Catarinense terá custo de R$ 39,90 para jogos únicos, ano passado o valor foi de R$ 9,90
Por Lucas Renan Domingos Criciúma, SC, 09/01/2019 - 10:13Atualizado em 09/01/2019 - 10:31
Pacotes começarão a ser vendidos já na próxima sexta-feira/Foto: Daniel Búrigo/A Tribuna
Pacotes começarão a ser vendidos já na próxima sexta-feira/Foto: Daniel Búrigo/A Tribuna

O Campeonato Catarinense terá, mais uma vez, uma transmissão própria dos seus jogos. A Federação Catarinense de Futebol (FCF) foi a primeira federação do Brasil a ter uma TV online para exibir as partidas do Estadual. O serviço de streaming, chamado de FCPlay foi utilizado pela primeira vez no ano passado e este ano estará de volta, prometendo melhor qualidade no sinal e transmissões mais profissionais. Os valores para assistir aos jogos também foram ajustados.

Em 2018, a venda das partidas começaram no returno do Campeonato Catarinense. Os valores eram de R$ 9,90 para assistir uma partida única por rodada e R$ 49,90 para comprar o pacote de todos os jogos da competição. Este ano, como a exibição das partidas serão desde o início da campeonato, o valor do pacote dobrou, ficando em R$ 99,90. Já o preço para a compra de jogos avulsos, ficou um pouco mais salgado, indo para R$ 39,90.

“Isso acontece porque a nova empresa responsável irá proporcionar uma melhor qualidade de transmissão. Conversamos com os clubes maiores do Estado e todos devem equipar seus estádios com fibra óptica para receber a estrutura de transmissão. Será possível assistir partidas em Full HD”, destacou o presidente da Associação de Clubes de Futebol Profissional de Santa Catarina (SCclubes), e mandatário do Avaí, Francisco José Battistotti.

A empresa responsável é a TV NSports, ligada à Netshoes, que já exibe em streaming a Superliga de Vôlei, as partidas do Novo Basquete Brasil (NBB) e da Liga Nacional de Futsal (LNF). “São até cinco câmeras nos estádios por jogos, por exemplo, muito superior ao serviço que foi prestado no ano passado”, acrescentou o presidente.

Jogo de estreia entre Criciúma e Figueirense na estreia do Catarinense será um dos exibidos/Foto: Daniel Búrigo/A Tribuna

No Heriberto Hülse, o superintendente Robson Izidro, garantiu que o estádio já está adequado para receber as transmissões. “Estamos prontos. Tanto que já fizemos algumas transmissões aqui no ano passado e e até fizemos a transmissão do da Copa Sul. É mais uma opção para o nosso torcedor e agora vamos tentar trazer mais sócios adeptos”, apontou Izidro.

Divisão de lucros

A preocupação do superintendente do Tigre em trazer sócios para a FCPlay tem uma explicação. “Em caso de lucro, 50% do valor será dividido de forma igualitária entre os dez times da primeira divisão. Outros 25% será pelo número de associados de cada clube. Ou seja, ao aderir ao serviço, o torcedor vai se identificar se é sócio ou não de algum time. O clube que tiver maior número de sócios na FCPlay recebe uma fatia maior desses 25%”, disse Battistotti. O restante da verba será dividido de acordo com a classificação no campeonato.

O novo contrato, também prevê uma segurança financeira aos clubes participantes do Campeonato Catarinense. De acordo com o presidente da SCclubes, no ano passado cada clube gastou em média R$ 350 mil para participar das transmissões. “Esta ano, se tiver algum prejuízo, a empresa que exibe os jogos será a responsável por arcar com os custos”, apontou.

Início das vendas

Os pacotes passarão a ser vendidos já na próxima sexta-feira. Só será possível comprar partidas que não serão transmitidos pela NSC TV, que irá transmitir os jogos em televisão aberta. “Na primeira rodada devemos transmitir todos os jogos. Até porque o Campeonato Catarinense foi antecipado e a Globo não tem grade para exibir os jogos”, frisou o presidente da SCclubes.

“Acho que a gente precisa se adaptar a esse novo modelo. É o que vai acontecer cada vez mais. Na Ressacada, por exemplo, fechamos um contrato de R$ 1.700 por mês com uma empresa de fibra óptica. É um custo, mas que gera um retorno positivo aos nossos torcedores”, analisou Battistotti. Além da primeira rodada, a programação da NSC TV ainda não aponta a transmissão de jogos durante a semana, somente aos domingos. A grade ainda pode ser alterada.