Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Jessé, Douglas, a gravidez e nova polêmica com o governador

A partir de um boato, deputado criciumense promoveu analogia com respiradores que fez surgir nova crise para Carlos Moisés
Denis Luciano
Por Denis Luciano Florianópolis, SC, 25/05/2020 - 15:10Atualizado em 25/05/2020 - 16:03
Arquivo / 4oito
Arquivo / 4oito

Bastou uma postagem repleta de enigmas disparada pelo deputado estadual Jessé Lopes no Twitter para que um alvoroço tomasse conta da Casa da Agronômica. O parlamentar criciumense, via de regra polêmico e com uma pitada não muito singela de ironia, fez entender que o governador Carlos Moisés teria engravidado uma servidora da secretaria da Casa Civil. E que Douglas Borba, o ex-chefe da repartição, assumiria a paternidade, mas que com sua saída do governo a responsabilidade recairia sobre Moisés. 

Pronto, estava armado o cenário de mais um rastilho de pólvora em direção ao palácio do governador.

A postagem acima não está mais no Twitter. Ele apagou.

A explicação de Jessé

Depois da repercussão da postagem de Jessé, a partir da leitura literal do que ele havia postado, o próprio precisou se retratar e até o governador, já bastante sobrecarregado de crises, tratou de repudir a tal publicação. Para o deputado, houve "interpretação equivocada à analogia feita à responsabilidade na situação envolvendo os respiradores". Ou seja, Jessé pretendia dizer que a gravidez era, na verdade, a compra dos respiradores. Certo? A redação do 4oito tentou checar com o deputado.

"Está rolando nas redes sociais esse boato (da gravidez), não é de hoje, mas não foi quanto a isso que quis me referir. É uma história da CPI dos Respiradores que remete a esse boato que está nas redes sociais. Eu peguei a história e fiz uma muito parecida, que envolve as mesmas pessoas", disse Jessé, que está em Brasília, em contato com a redação do 4oito. "Estava dando uma repercussão negativa de algo que eu não tenho certeza, é um boato de rede social. Por isso eu apaguei a postagem original", afirmou. "Está rolando, o boato existe, com foto da menina, comentários, enfim. Inclusive com uma nota sem nomes de um colunista conhecido, contando essa história", destacou.

Na sequência da nota, Jessé referir isso que disse ao 4oito, que fez "uma relação de semelhança com a investigação acerca dos respiradores" já que, na observação do parlamentar - que ele coletiviza no seu escrito e publicado - havia uma inclinação inicial de responsabilidade em direção a Douglas Borba e agora recai sobre Carlos Moisés.

Jessé mentiu, diz Moisés

E o governador também se manifestou, chamando a publicação de Jessé de mentirosa. "É lamentável que, em meio a uma pandemia, ... algumas pessoas se aproveitem da situação para divulgar mentiras", apontou. Moisés promete "medidas legais cabíveis". A lembrar, sobre a questão pessoal, que Moisés é casado com dona Kesia e pai de Sarah e Raissa.

Ao tomar conhecimento, pelo 4oito, da ameaça de sofrer um processo movido pelo governador, Moisés não demonstrou surpresa. "Normal. Eu fiz a minha parte", concluiu. Jessé está em Brasília onde ontem participou de ato pró-Jair Bolsonaro e hoje cumpre uma agenda no Ministério da Educação.

Alesc se manifesta

O presidente da Alesc, deputado Julio Garcia (PSD), emitiu nota se posicionando sobre a postagem de Jessé Lopes:

Aos parlamentares cabe debater idéias e projetos para superar desafios e encontrar caminhos para o desenvolvimento econômico e social do nosso Estado, com vistas a uma melhor qualidade de vida para todos.
A Presidência da Assembleia Legislativa não compartilha com iniciativas que, de alguma forma, venham a ferir a honra das pessoas, bem como não compactua com pré-julgamentos em quaisquer circunstâncias.

 

Florianópolis, 25 de maio de 2020.