Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Infartos aumentam até 8% durante a Copa do Mundo

Cardiologista Cleriston da Silva Calheiros recomenda que pacientes não assistam aos jogos
Erik Behenck
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 26/06/2018 - 17:48Atualizado em 26/06/2018 - 17:48
(foto: reprodução)
(foto: reprodução)

A Copa do Mundo é a maior festa do futebol, reunindo 32 países em busca de um único objetivo. Por outro lado, assistir as partidas do Mundial aumentam as chances de ter infarto, afirmou o cardiologista Cleriston da Silva Calheiros, que esteve no Ponto a Ponto, da Rádio Som Maior. 

“Essa realidade não é só aqui no Brasil, é no mundo inteiro. Pesquisas apontam que os infartos aumentam durante o período de Copa do Mundo. Um estudo da Copa de 2014 apontou que o número de infartos aumenta entre 4% e 8%, principalmente após os jogos do Brasil”, afirmou.

Alguns estímulos como ansiedade, tristeza ou mesmo amor são emoções que resultam em descargas de adrenalina na circulação sanguínea, e acabam causando sinais como suor frio, palpitações e alterações na pressão arterial. Segundo ele, as mulheres apresentam maiores probabilidades de apresentarem o problema.

Entre o grupo de risco estão as pessoas diabéticas. “Eu oriento aos meus pacientes a não verem os jogos. Os que tem menos chance, até podem assistir ao jogo, mas devem evitar bebidas alcoólicas, fumar e ter uma boa noite de sono antes da partida”, disse o cardiologista.