Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Içara quer mostrar ao Mercado Livre que o quer na cidade

Por meio digital, içarenses assinarão e enviarão pretensão de ter o Centro de Distribuição da empresa
Marciano Bortolin
Por Marciano Bortolin Içara, SC, 07/08/2020 - 15:21Atualizado em 07/08/2020 - 15:24
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Içara vai promover uma grande mobilização pela instalação do centro de distribuição do Mercado Livre na cidade. A decisão saiu de um encontro com lideranças de diversos setores. “A partir da reunião o que se destacou é que vamos promover uma grande campanha no município, por meio de assinatura online. As pessoas subscrevem um indiciativo ao Mercado Livre que não é só o prefeito que quer, o presidente da cooperativa, os vereadores, mas sim a cidade inteira os abraça. A cidade inteira quer a vinda do Mercado Livre”, salientou o prefeito de Içara, Murialdo Gastaldon, em entrevista ao Programa 60 Minutos, da Rádio Som Maior.

A estrutura do empreendimento prevê a geração de 500 empregos diretos.

 

Em encontro com lideranças, Gastaldon debate instalação do Mercado Livre em Içara

“Mergulhando na campanha”

A reunião, lembrou o prefeito, contou com diversos órgãos. “Nós vamos com todas as forças vivas, associação empresarial, CDL, toda a organização civil de Içara mergulhar nesta campanha. Temos a logística que é favorável. A área não tem qualquer problema de impacto de vizinhança, a ferrovia passa ao lado, fica a 600 metros da BR-101, a energia elétrica está entre as mais baratas do Brasil, mais o afeto, o carinho pela vinda é o que queremos demonstrar também”, falou o Gastaldon, acrescentando que gostaria de ter uma reunião com a empresa para tratar do assunto. “Eles sabem do desejo de Içara, mas eles vão fazer analise técnica do melhor ponto de sua localização. Queremos mostrar os potenciais que Içara tem, a cidade também está envolvida e quer a vinda deles para cá”, citou.

A disputa

A instalação em Santa Catarina de um Centro de Distribuição do Mercado Livre também teve a entrada de outra cidade do Sul na disputa: Araranguá. Na última sexta-feira, 31, o prefeito Mariano Mazzuco reuniu-se com o governador Carlos Moisés da Silva, a quem levou o pedido.

Acompanhado do presidente da Câmara, vereador Daniel Viriato Afonso, Mazzuco entregou uma lista de reivindicações, com o pedido pela unidade do Mercado Livre despontando. O encontro ocorreu durante passagem do governador por Araranguá. O prefeito defendeu Araranguá para receber a estrutura enaltecendo a questão logística, pela localização da cidade, fazendo lembrar que a conclusão da BR-285 em Timbé do Sul, nos próximos meses, vai colaborar. A distância entre as capitais do Rio Grande do Sul e Santa Catarina e a posição estratégica de Araranguá, entre o mar e a serra, também reforçam a aspiração da cidade para ganhar o empreendimento.

Prefeito de Araranguá, Mariano Mazzuco, apresenta o pedido ao governador Carlos Moisés

Em resposta, Moisés afirmou que "vê com simpatia a ideia", que pode ajudar por entender que a Amesc precisa do investimento, por encontrar-se em desvantagem em relação às demais regiões de Santa Catarina. Um requerimento foi aprovado recentemente pelos vereadores de Araranguá, formalizando solicitação conjunta ao deputado estadual José Milton Scheffer e ao senador Esperidião Amin para que intermediem negociações com a Mercado Livre.

Semanas antes de Araranguá, há Içara havia levado seu pleito para receber o empreendimento ao Governo do Estado.