Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Historiadora revela o surgimento da máfia italiana

No Do Avesso, Maria Lecticia Camargo Coutinho falou tudo sobre a Itália e a Idade Média
Erik Behenck
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 10/09/2018 - 15:30
Fotos: Luana Mazzuchello
Fotos: Luana Mazzuchello

A região sul catarinense possui uma forte ligação com a Itália. Mano Dal Ponte e Pity Búrigo receberam, no Programa do Avesso, da Rádio Som Maior, a professora de italiano e historiadora, Maria Lecticia Camargo Coutinho. Ela é natural de São Paulo e fica em torno de cinco meses por ano na Itália.

Segundo a historiadora, mesmo com a tecnologia é interessante aprender novos idiomas. "A internet é uma ferramenta maravilhosa para quem quer viajar, ajuda nas respostas das comunicações rápidas. Mas, para se aprofundar nas questões históricas e também na literatura, é importante para conhecer a cultura do povo", afirmou.

Por lá conduz grupos para estudar história e arte na Itália, vivenciando o jeito italiano de ser. Maria Lecticia é especializada na arte medieval deste país europeu. "As cidades floresceram na idade média, como a gente percebe hoje em Criciúma. O centro, as casas, toda a nossa sociabilidade começa a ser desenvolvida ali", contou.

Embora tenha ficado fora da Copa do Mundo de 2018, a Itália é famosa pelo futebol. O país também é conhecido pela máfia italiana. “Muito dessa época, as confrarias dos poderes foram se desenvolvendo, até chegar na máfia como ela é hoje. O governo não existia, a própria máfia cuidava do local onde eles moravam”, destacou Maria Lecticia.

Confirma o Programa do Avesso na íntegra: