Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Fim de semana com clássico da polenta

Metropolitano e Caravaggio se enfrentam pela quarta rodada do Regional da Larm neste domingo
Por Lucas Renan Domingos Criciúma, SC, 22/09/2018 - 10:00
Foto: Daniel Búrigo / Arquivo / A Tribuna
Foto: Daniel Búrigo / Arquivo / A Tribuna

O Campeonato Regional da Liga Atlética da Região Mineira (Larm), Taça Carvão Mineral, reserva um clássico para o fim de semana. Metropolitano e Caravaggio, fortes favoritos ao título da competição, se enfrentam hoje, no Estádio Darci Marini, na cidade de Nova Veneza. O jogo acontece pela quarta rodada da competição. E a promessa do clássico da polenta é de uma grande partida.

Desde 2010, Metrô e Carava se enfrentaram 16 vezes em diferentes competições. O equilíbrio entre as duas equipes é mostrado pelos números. Ao todo foram cinco vitórias para cada lado e seis empates. O jogo deste domingo ainda tem um sabor a mais de disputa. O Metropolinato é o líder do Regional da Larm 2018, com uma campanha invicta até o momento. “A última partida foi a melhor que fizemos até agora”, lembrou o técnico do Metrô, Jean Reis, sobre o jogo que o time bateu o Cocal do Sul por 3 a 0.

Logo atrás do rival, vem o Caravaggio, que conquistou sete pontos no campeonato até o momento. São duas vitórias e um empate. “O jogo contra o Araranguá era ter ganho. Foi uma partida muito difícil por conta da situação do gramado e não conseguimos manter nosso ritmo”, disse Gonzaga Milioli.

Um campeonato a parte

Com todos esses fatores, a emoção para o confronto fica ainda maior. Clássico é clássico e nenhuma das equipes, que são da mesma cidade, querem perder. “É um campeonato à parte. A gente sabe que o resultado não vai decidir o ano pra nós. É, sim, uma partida importante, mas temos mais campeonatos para fazer ao longo do ano ainda. Queremos manter a regularidade e temos objetivos planejados, vamos jogar o clássico, mas sem esquecer os demais compromisso”, acrescentou Reis.

Para o jogo, a única dúvida do treinador do Metrô é o artilheiro Beto Cachoeira. “Ele levou um chute no rosto no jogo contra o Cocal. Sangrou muito e teve que sair de campo. Na quarta-feira quando fizemos o treino, ele só participou da parte física. Vamos ver. Se não for ele, será o João Simão”, afirmou.

Do outro lado, Milioli garante que também não tem um time definido ainda. No Caravaggio o desfalque pode se Brenno. “Meus atletas só jogam quando estiver 100%. Se ele estiver deve jogar”, comentou o técnico. “A verdade é que quem for assistir vai ver um grande jogo. São os dois times que investiram muito. Eles ainda têm a vantagem porque grande parte do elenco deles jogam junto a algum tempo. O nosso já são contratações mais recentes. Mas sempre vamos brigar pela vitória”, acrescentou o comandante do Carava.