Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Família quer saber de quem é o caixão "intruso" em seu túmulo (VÍDEO)

Fato inusitado está acontecendo no Cemitério Municipal do bairro São Luís
João Zanini
Por João Zanini Criciúma (SC), 29/07/2021 - 11:39Atualizado em 29/07/2021 - 11:43
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A família que enterrou a senhora Maria de Lourdes Nascimento Nunes, a matriarca, e seu marido, Emanoel Nunes, além de outros familiares em um túmulo do Cemitério Municipal de Criciúma, viu, há dois anos, quando teve que enterrar um bebê da família que acabou falecendo, que havia um caixão diferente dentro do local. E ninguém sabe quem é o morto que ali está.

Segundo Ana Paula Roque Nunes, neta de ambos os que de fato foram enterrados ali pela vontade da família, quando o bebê foi enterrado eles conseguiram visualizar o caixão diferente. "Abrimos um buraco pequeno, só para caber o caixãozinho do bebê, quando nos deparamos com aquele outro, que não temos a mínima ideia de quem seja. Isto foi em 2019. Disseram que tínhamos que esperar três anos para retirarmos e tentarmos descobrir de quem é o caixão, quem autorizou que fosse colocado ali, entre outras dúvidas", comenta Ana Paula. 

De acordo com ela, desde o início a antiga gestora, a SOMATEM, prestou essas informações e, agora, o caso está com a empresa Santa Catarina, detentora da gestão atualmente. "Agora que colocamos na mídia, esperamos uma solução rápida, antes mesmo de se completarem esses três anos. Eles nos disseram que a prefeitura é quem pode autorizar isso, estamos confusos, só sabemos que a gente nunca parou de pagar os valores para manutenção do lugar que guarda a memória da nossa família, e nos deparamos com esse caixão estranho", ratificou.