Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Epidemia na região: roubo de Whatsapp

As dicas de especialista para um problema que tem sido frequente no uso do aplicativo de mensagens
Por Redação Criciúma, SC, 23/05/2019 - 13:21
Divulgação
Divulgação

por Jonathas Roberge

A B2B Inovação e Telefonia parceira Vivo Empresas que atua desde 1999, alerta e traz dicas para prevenir problemas com a sua conta de WhatsApp e como agir caso aconteça com
você.

Por ser um assunto tão delicado e importante, pesquisamos e colhemos depoimentos de alguns clientes que atendemos com este problema. Identificamos que o roubo pode acontecer de algumas maneiras. As mais praticadas eram com colaboradores de empresas de telefonia que transferiam as linhas telefônicas dos usuários para chips virgens e após roubarem o WhatsApp, devolviam o número para o chip do usuário. O cliente nem percebia que a linha tinha saído e voltado, só percebia que sua linha não tinha mais o seu Whatsapp.

As fraudes evoluíram e estes novos casos aconteceram de maneira diferente. Pessoas recebem em seus telefones mensagens por SMS bem estruturadas, parecendo ser uma
atualização de Whatsapp. Ao clicar no link, disponibilizam a outro número de qualquer lugar do mundo o seu servidor de WhatsApp.

Vale ressaltar que a linha é um mero servidor para acesso e o WhatsApp é uma conta que pode ser vinculada a qualquer número. Como muitas pessoas usam o serviço para trabalho e informações bancárias, a credibilidade gerada por alguém que fala em seu nome, provoca inúmeras fraudes. A mais comum é o pedido de dinheiro para devolver o seu Whattsapp ou até mesmo mensagens para conhecidos da agenda pedindo favores como depósitos e empréstimos financeiros de monta menor em seu nome. Normalmente os valores variam até R$ 2.000,00, assim chamam menos atenção. Diversos casos têm sido relatados na região sul.

 Abaixo dicas para proteger e resolver tal problema:

 

1- Aos leitores deste artigo, vá até as configurações do aplicativo e ativem a confirmação em duas etapas. Assim no ato da troca, pedirá a sua senha.
2- Se for lesado, peça para o máximo de pessoas que acessem a sua conta e denunciem pelos canais do aplicativo.
3- No próprio aplicativo, em configurações, há a opção SAC, onde você pode relatar o problema e até colocar documentos e prints de telas. O mais importante, faça um boletim de ocorrência na delegacia mais próxima, pois estão falando em seu nome nestas ações fraudulentas.

Essas e outras dúvidas podem ser esclarecidas através de consultores de telefonia.