Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Émerson Lodetti sinaliza apoio para Edson Locks em eleição da Larm

Atual tesoureiro da Larm deve encabeçar chapa para eleições no ano que vem
Por Lucas Renan Domingos Criciúma, SC, 03/12/2018 - 10:09
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O atual presidente da Larm, Emerson Lodetti, não deve permanecer no comando da liga no ano que vem. Depois da eleição de Rubens Angelotti como presidente da Federação Catarinense de Futebol (FCF), Lodetti foi convidado para ser vice-presidente da federação e tem grandes chances de não disputar a reeleição para o comando da Larm no ano que vem. Seu mandato na liga vai até o dia 1º de março.

“Pouco provável que eu fique. Só se alguma coisa muito diferente do que eu estou pensando acontecer”, declarou. Com essa informação, as movimentações de interessados em assumir o lugar de Lodetti já começou. No fim de semana, um grupo iniciou uma mobilização para formar a chapa que disputará a eleição. E eles devem ter o apoio de Lodetti caso consigam oficializar a concorrência pela presidência.

“Iniciamos uma conversa, mas ainda é tudo muito cedo”, apontou. Quem está encabeçando a chapa é o atual tesoureiro da Larm, Edson Locks. Quem está ao seu lado, é Marcelo de Costa, ex-presidente do Rui Barbosa de Morro da Fumaça. “Eu ainda não tenho cargo definido. Vamos nos reunir na semana que vem para ver isso. Mas já falamos com os clubes para enviar seus representantes para que possamos formar nossa chapa. O que está definido é que Edson será o presidente se a gente concorrer”, explicou Costa.

A intenção do grupo é dar continuidade no trabalho que vem sendo desenvolvido por Lodetti até o momento. Por isso, o atual presidente tem sinalizado apoio à chapa. “Se realmente acontecer deles montarem a chapa, eu vou apoiar. O Edson já está aqui dentro comigo e sabe o trabalho que vem sendo feito, não tem porque eu não apoiar”, completou.

 “Não devemos mudar muita coisa, estatuto vai ficar o mesmo e tudo mais. Queremos é fazer algumas melhorias que o Emerson não conseguiu até então. Com ele na vice-presidência da federação, também vamos ter um apoio maior para fazer uma boa gestão e melhorias nos nossos campeonato”, acrescentou Costa.