Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Daniela "maravilhada com o nível dos desembargadores"

Vice reforça, em entrevista à Som Maior, confiança no arquivamento do processo de impeachment pelo tribunal misto
Denis Luciano
Por Denis Luciano Florianópolis, SC, 23/10/2020 - 19:46Atualizado em 23/10/2020 - 20:14
Vice-governadora demonstra confiança no arquivamento do processo / Foto: Rodolfo Espinola / Agência AL
Vice-governadora demonstra confiança no arquivamento do processo / Foto: Rodolfo Espinola / Agência AL

Enquanto o quinto voto ainda era dado pela desembargadora Cláudia Lambert de Faria, no tribunal misto do impeachment na noite desta sexta-feira, 23, na Assembleia Legislativa (Alesc), a vice-governadora Daniela Reinehr já externava alívio com a tendência de voto em bloco dos representantes do Tribunal de Justiça (TJSC), o que apontará, se confirmado, pelo arquivamento do processo contra ela e o governador Carlos Moisés.

"Estou maravilhada com o nível dos nossos desembargadores, o TJSC é reconhecido como dos mais sérios do Brasil e estamos vendo isso. Está se encaminhando o que eu sempre defendi, que no momento em que se dá o cunho jurídico a esse processo que é político, e que me arrastou até aqui pelo cunho político que tem, hoje temos um exemplo de que o peso jurídico da materialidade, a parte técnica, jurídica desse tema está sendo discutida de uma maneira brilhante. A sustentação dos desembargadores é brilhante, me senti muito bem defendida por minha advogada, Ana Blasi", comentou Daniela, em entrevista à Rádio Som Maior.

"Me traz o sentimento de justiça, de que ao final a justiça sempre prevalece", reforçou a vice. Daniela salientou que gostaria de ver o processo encerrado já nesta sexta, mas o que não deve acontecer, pelo adiantado da hora e a extensão dos votos dos integrantes do tribunal misto. "Eu gostaria que terminasse hoje, Santa Catarina não pode mais perder tempo, pretendo ficar até o final e espero que realmente não tenha essa pausa. Se tiver, também, se for esse o entendimento, retornamos amanhã", comentou.

Questionada sobre o futuro, Daniela colocou que o foco, em se confirmando o arquivamento do processo, será colocado na administração estadual. "A grande missão agora é retomar a função do Estado, focar as energias para o desenvolvimento, o fomento, voltar a credibilidade de Santa Catarina perante aos investidores, perante a sociedade catarinense, essas incertezas, essas variáveis que são criadas acabam trazendo dificuldades bastante complexas que trazem prejuízo. Precisamos retomar a função do Estado, tornar o Executivo mais eficiente e a Alesc também tem a sua função importante na nossa sociedade, a ideia é essa, que a gente trabalhe para nosso Estado", pontuou a vice-governadora. 

Advogada de formação, Daniela revelou, ainda, uma intenção de voltar a atuar mais efetivamente no Direito. "Além de tudo, hoje tem sido uma aula, ouvir os desembargadores, desperta a nossa vontade de seguir advogando, defendendo a justiça na sua plenitude", finalizou.