Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
140 Motivos

Cp 5: Os bairros e vilarejos do povo criciumense

POR Archimedes Naspolini Filho Criciúma, 27/09/2019 - 07:30Atualizado em 21/10/2019 - 14:13

Motivos para amar esta cidade? Temos muito mais do que 140. Amo Criciúma pela história bonita da sua mineração de carvão, de forma industrial, iniciada em 1917, com a formação da Companhia Carbonífera Brasileira de Araranguá, a conhecida CBCA, de tantos casos e causos. Da Mina Paulo de Frontin, que conhecemos como Mina Velha, da Carbonífera Prospera e da Companhia Metropolitana, ambas com sede na capital federal, cidade do Rio de Janeiro, das tantas outras empresas carvoeiras – muitas das quais empreiteiras dessas maiores.

Amamos Criciúma pela história da formação do seu povo, distribuído em tantos vilarejos e bairros, especialmente aqueles nascidos ao entorno de minas de carvão.
Amamos Criciúma, também pela História de sua fundação, em 1880, por 144 imigrantes italianos, dentre os quais Giovanni Batta Milanese, sua esposa Giovanna Nadal e os filhos Francesco, Luigi e Giuseppe; Martin Milioli, sua esposa Serafina e os filhos Serena, Tranquilo, Casemiro e Giovanni; Angelo Netto, sua esposa Antonia e os filhos Maria, Luzzia, Domenico, Antonio e Giovanni; Domenico Ortolan, sua esposa Pascoa e os filhos Luzzia e Giovanni.

Ter esses nomes na relação dos que fundaram nossa cidade não é uma forte razão para amarmos Criciúma?
Segunda-feira daremos outros motivos que nos fazem amar Criciúma –aurora vibrante de uma nova e feliz geração - que completará 140 anos dia 6 de janeiro de 2020.