Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
140 Motivos

Cp 31: A Comissão do Plano do Carvão Nacional

POR Archimedes Naspolini Filho Criciúma, SC, 03/11/2019 - 07:27Atualizado em 10/11/2019 - 20:29

Motivos para amar esta cidade? Temos muito mais do que 140. Amo Criciúma pela história bonita da CPCAN, ou Comissão do Plano do Carvão Nacional. Criado na década de 1940, construiu sua sede e se estabeleceu em nossa cidade para, bem de perto, cuidar dos assuntos relacionados à indústria da extração do carvão, marcadamente no sul catarinense. No início do governo do presidente Jânio Quadros a administração superior da CPCAN, então sediada no Rio de Janeiro, foi transferida para cá e Criciúma passou a contar com a presença de graduados servidores que vieram enriquecer, também, o leque de profissionais liberais de proa que já habitava nossa cidade. Dos dirigentes maiores não há como esquecer de Aníbal Alves Bastos e do general Oswaldo Pinto da Veiga que abraçaram Criciúma como se fosse a sua terra natal. Nas gestões de um de outro a nossa mineração se agigantou e modernizou, considerados os parâmetros da época. O edifício que hoje hospeda a Fundação Cultural de Criciúma, referência maior da Rua Cel. Pedro Benedet, atesta o que foi a Comissão do Plano do Carvão Nacional, um dos motivos para amar este orgulho de cidade.

E outras razões que nos fazem amar Criciúma –aurora vibrante de uma nova e feliz geração - que completará 140 anos dia 6 de janeiro de 2020 eu as trarei, segunda-feira.