Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Covid-19: A cada três diagnósticos positivos, um paciente curado

Média está sendo alcançada em Criciúma: dos 27 com a doença, nove já conseguiram superar
Denis Luciano
Por Denis Luciano Criciúma, SC, 06/04/2020 - 16:01Atualizado em 06/04/2020 - 16:03
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Covid-19 já é assunto do passado para nove criciumenses. É a estatística positiva enaltecida na cidade, em um universo de 27 diagnósticos confirmando contaminação pelo novo coronavírus. 

“Tem sido extremamente essencial o posicionamento do município durante esse período. Adotamos medidas para que a população tivesse o menor risco possível de contaminação”, observou o secretário municipal de Saúde, Acélio Casagrande.

"Estamos curando. O Covid tem cura em 95% dos pacientes", afirmou o diretor da Unimed Criciúma, Leandro Avany Nunes. Mas ele pondera que a gravidade persiste. "O problema é que 5% são graves, e desses 5% conseguimos curar. Perdemos um paciente, uma perda inestimável", ponderou, lembrando o óbito do empresário Evaldo Stopassoli, 73 anos, na última semana. Criciúma teve seu segundo óbito pela doença confirmado nesta segunda-feira, 6.

Confira também - Covid-19 tem cura, mas causa ainda é desconhecida

Unimed e seus diagnósticos

O médico lembrou que "80% dos casos são assintomáticos, 20% são sintomáticos e somente 5% desses 20% serão moderados a graves". Ele observou, ainda, que há sete internados hoje na UTI da Unimed. "Já tivemos mais de 40 pacientes que passaram internados com a gente, hoje temos sete pacientes na UTI, todos ou eram suspeitos ou são Covid positivo. Na internação nós fizemos 39 diagnósticos de Covid, nem todos de Criciúma, e agora já passamos a primeira fase, da preparação, de fazer a população entender, foi feito na hora certa, pregamos isso no dia 16, já faz 21 dias que estamos nesse momento, está no momento de passar de fase", afirmou.

Mas a prevenção segue sendo importante. "Não é por ter cura que devemos liberar tudo. Estou andando pela rua e não vejo as pessoas de máscara", salientou Avany. "Fim de semana passado eu demonstrei grande preocupação, tivemos aumento de internações de casos moderados a graves. Impressão que a gente tem é que o paciente desenvolve dois tipos de doença, ou é leve, uma gripe comum, ou é grave, que precisa de internação. Não tem intermediário. Isso é uma observação minha, pessoal, e do grupo que trabalha com a gente", completou.

O diretor da Unimed Criciúma lembrou, ainda, que há inúmeras pesquisas em andamento mundo afora buscando soluções para a Covid-19. "A cloroquina, por exemplo, está sendo usada para todos os pacientes em internação. Não existe recomendação no Mundo ainda para dar cloroquina em casa, até porque ela tem efeitos colaterais", lembra. "A gente conseguiu diminuir muito os pacientes que vão para a UTI, estamos conseguindo liberar mais pacientes, se isso é por causa da cloroquina, difícil confirmar isso", comentou.

Ouça, abaixo, a entrevista do diretor da Unimed de Criciúma.

Desde o início das medidas preventivas, a Secretaria de Saúde em Criciúma participa de ações como:

Criação dos Centros de Triagem na região central e no bairro Boa Vista.
Restruturação da antiga Casa de Saúde do Rio Maina para servir de retaguarda para tratamento de pessoas contaminadas com o Novo Coronavírus.
Publicação diária do boletim epidemiológico no site específico do município para tratar da Covid-19. covid19.criciuma.sc.gov.br.
Parceria com a Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC) nos serviços de teletriagem.
Prioridade para idosos da maior faixa etária e acamados nas primeiras etapas de vacinação contra influenza.
Desinfecção de pontos estratégicos do município.
Acompanhamento do quadro clínico de suspeitos e confirmados com a Covid-19, durante a quarentena, com o trabalho envolvendo profissionais da saúde.
Compra de testes rápidos para profissionais da saúde.
Orientações preventivas para população em combate à Covid-19.
Auxílio na arrecadação de doação financeiras e de itens de higiene.
O secretário destaca que, mesmo com a liberação e a volta ao trabalho de muitos munícipes nesta semana, as recomendações de saúde seguem as mesmas. “Sair de casa somente se for extremamente necessário. Mesmo assim é importante lembrarmos do distanciamento entre as pessoas, da importância da higienização e de evitar o contato físico. Ainda estamos em batalha contra o vírus”, finaliza.

Tags: coronavírus