Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Como funciona a previsão do tempo e a trajetória de Homero Haymussi

Profissional foi o entrevistado do programa Do Avesso desta segunda-feira
Por Émerson Justo Criciúma, SC, 18/02/2019 - 15:56Atualizado em 19/02/2019 - 08:00
Foto: Clara Floriano
Foto: Clara Floriano

O programa Do Avesso desta segunda-feira (18) recebeu o geógrafo Homero Haymussi, que por muitos dias está na programação da rádio Som Maior atualizando os ouvintes sobre a previsão do tempo da região. O profissional falou de sua trajetória, explicou como funciona a verificação da previsão do tempo e contou das dificuldades antigas com a falta de tecnologia e quanto ela contribui atualmente.

Haymussi se formou em Geografia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e começou a se envolver com meteorologia e climatologia na Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri). “Eu não sou meteorologista, sou geógrafo, mas se tu está convivendo com gente que sabe vai aprender. A gente começou com metereologia em 1986 na Epagri, junto com o Márcio Sônego e o Ronaldo Coutinho, a partir dali que começou”, contou.

O geógrafo falou que era difícil a comunicação no início pela falta de recursos tecnológicos. “Antigamente não tinha essa tecnologia, o que tinha era o XP, era uma máquina de escrever melhorada. Naquela época era fax ainda, então nós recebíamos de Brasília uma imagem do satélite e uma carta do tempo de manhã e outro a tarde. Mandava para as rádios do interior tudo por telex”, explicou.

Pity Búrigo, Homero Haymussi e Mano Dal Ponte no Programa do Avesso (Foto: Clara Floriano)


Ouça a entrevista completa com Homero Haymussi: