Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Celesc anuncia ações para absorver aumento na demanda dos próximos meses

Temporada de verão traz milhares de turistas a Santa Catarina e põe a prova a rede do Estado
Arthur Lessa
Por Arthur Lessa Criciúma, SC, 21/11/2018 - 15:53Atualizado em 21/11/2018 - 15:57

Reconhecido por agrupar alguns dos mais procurados destinos da temporada de verão, Santa Catarina recebe milhares de turistas durante os meses de dezembro a março e, por consequência, esse é o período do ano em que o sistema elétrico do Estado demanda mais atenção, seja pelo aumento da demanda de energia, seja pela maior frequência de eventos que afetam sensivelmente o desempenho do fornecimento de energia, como ventanias e temporais, que tem incidência 35% maior que nas demais estações do ano.

Por conta desse cenário sazonal e bastante desafiador, a Celesc concentra esforços e desenvolve ações específicas, concentradas em três grandes frentes: reforço do sistema, manutenção preventiva e ampliação do número de equipes para atendimento de emergências.

Segundo levantamento da empresa, considerando as últimas cinco temporadas, as ações preventivas resultaram em uma melhoria de cerca de 45% no desempenho dos indicadores de qualidade do serviço prestado entre os meses de dezembro e março.

Ações para o próximo verão

Por meio da Operação Verão, as regiões de Florianópolis, Joinville, Itajaí, Tubarão e Criciúma passam a contar com 36 equipes extras de eletricistas para atender emergências. Em paralelo, a empresa promove a Operação Apoio Técnico, com reforço para as agências regionais que mais registram eventos climáticos adversos, que são Blumenau, Rio do Sul e Mafra, com a contratação de 13 equipes terceirizadas adicionais.

Investimentos

O sistema elétrico de alta tensão catarinense possui aproximadamente 5 mil quilômetros de linhas de transmissão, com cerca de 300 transformadores de potência e capacidade de 7,3 mil MVA para uma demanda atual de 4,6 mil MVA.

Até dezembro, mais duas subestações, sendo uma delas em Sangão, no Sul do Estado, e outra em Canoinhas Rio da Areia, estarão energizadas e vão ampliar essa capacidade.

No sistema de média e baixa tensão, que possui cerca de 150 mil quilômetros de extensão, foram realizadas obras de melhorias e ampliações, contemplando a instalação de 13 novos alimentadores e cerca de 3,5 mil novos transformadores de distribuição.

Destaque também para investimentos no Programa de Automação da Distribuição, que possui:

Prevenção

Além dos serviços de limpeza de faixa, poda e roçada, também foram avaliados os circuitos que apresentaram maior quantidade de ocorrências na temporada de verão passada, para a substituição de equipamentos e a divisão de circuitos elétricos de baixa tensão.