Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
FIQUE POR DENTRO DE TODAS AS INFORMAÇÕES DAS ELEIÇÕES 2024!
Exclusivo

Carlos Moisés: "Descobri que obra não dá voto"

Governador de SC falou pela primeira vez sobre eleições após o primeiro turno

Por Stefanie Machado Criciúma, SC, 13/10/2022 - 10:43 Atualizado em 13/10/2022 - 10:44
Foto: Arquivo/ Secom
Foto: Arquivo/ Secom

Quer receber notícias como esta em seu Whatsapp? Clique aqui e entre para nosso grupo

Pela primeira vez, o atual governador do Estado Carlos Moisés (Republicanos) falou sobre eleições após o dia do pleito. A entrevista foi ao ar durante o Programa Adelor Lessa, na manhã desta quinta-feira (13). O chefe do Executivo concorreu à reeleição, contudo, não conseguiu uma vaga para disputar o segundo turno

Ouça a entrevista na íntegra:

Moisés avalia a campanha de forma negativa. Em sua visão, os eleitores votaram em votaram em um número do partido e não em projetos. "Teve uma nova onda. A mesma que me trouxe para o cenário político sendo um desconhecido. Tiveram sorte de votar em uma pessoa que fez um governo transparente e íntegro. Agora, trouxe outras pessoas para este cenário. Tem muitos catarinenses que votaram em quem eles não conhecem nesta eleição", afirma. 

Para ele, seria possível "pegar qualquer pessoa, colocar um número nela e ter sucesso na eleição", destaca. "Descobri que ninguém sabe o que a gente faz no governo. E que obra também não dá voto", diz em tom de brincadeira. 

Missão cumprida

Moisés afirma que continuará trabalhando firme nos próximos 80 dias que ainda restam do mandato. Porém, o governador não pretende disputar outras eleições pelos próximos anos. "Estou convencido que a minha missão na política hoje terminou - e não sei se isso muda", enfatiza. 

O governador acredita que manteve coerência em seus atos durante o governo e cita como exemplo o seu posicionamento a favor das vacinas. "Não precisava fazer nenhum movimento político para pegar onda em quem quer que seja. E mesmo que isso me custasse uma não reeleição. Saio sereno e tranquilo com o resultado e com a certeza de que minha missão foi cumprida", salienta. 

Neutralidade no segundo turno

Desde o início da campanha eleitoral, Moisés optou por não apoiar nenhum candidato à Presidência. Neste segundo turno, sua posição se mantém a mesma, inclusive, para o Governo do Estado. Ele garante que vai exercer o seu direito ao voto, mas sem 'influenciar os catarinenses'.

Independente de quem seja eleito, Santa Catarina deve continuar no caminho de crescimento, afirmou o governador. "O que a gente plantou de investimento na educação, na infraestrutura, na segurança, vai reverberar para as futuras gerações", conclui.

Copyright © 2022.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito