Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Balançando pouco a rede

Em oito partidas pelo Campeonato Catarinense, média do Criciúma é de 0,75 gols por jogo
Por Lucas Renan Domingos Criciúma, SC, 19/02/2019 - 09:00
Apenas três gols foram marcados pelo setor de ataque do Tigre/Foto: Daniel Búrigo/A Tribuna
Apenas três gols foram marcados pelo setor de ataque do Tigre/Foto: Daniel Búrigo/A Tribuna

A quantidade de gols do Criciúma no Campeonato Catarinense, reflete a fase do time na competição. Dos oito jogos disputados até o momento no estadual, o Tigre balançou a rede apenas seis vezes. Uma média de 0,75 gols por partida. A equipe tem o segundo pior ataque da campeonato, fica à frente apenas do Metropolitano, o primeiro da zona de rebaixamento.

O gol é o objetivo principal de um confronto de futebol. Sem ele, não há vitória. A própria campanha do Criciúma no Catarinense demonstra a importância de balançar as redes. Das oito rodadas jogadas pelo Tigre, o saldo é de três vitórias, cinco derrotas e nenhum empate.

Os nove pontos referentes aos resultados positivos, vieram justamente nos jogos em que o time conseguiu marcar gols. Quase todas as vezes que a equipe saiu na frente no placar, acabou vencendo. A exceção fica para o confronto diante do Joinville. O Criciúma até conseguiu chegar ao gol diante do JEC. Mas, depois do time do Norte do Estado já ter feito dois.

Ataque devendo

A média não muito satisfatória e, lógico, a cobrança maior recai sobreo ataque. Dos oito gols do Tigre na temporada, sendo seis pelo Campeonato Catarinense e mais dois pela Copa do Brasil, apenas três foram marcados pelos jogadores da linha de frente. Foi um de Reis, um de Ceará e outro de Julimar.

O atacante da base do Tigre, conseguiu marcar depois de receber a oportunidade na titularidade, já que Pedro Bortoluzo não agradou, criticado pela torcida. Julimar entrou no 2 a 0 contra o São Raimundo-PA, na Copa do Brasil, sofreu o pênalti, fez o segundo, mas contra o Joinville ficou apagado.

“Tivemos um alento com o Julimar, que hoje não conseguiu repetir e performance, mas é muito jovem e tem margem de melhora”, disse Doriva após o jogo contra o JEC. Sobrou até para Andrew, que chegou a desabafar nas redes sociais depois de se atirar de peito em uma bola na cara do gol e ter o lance criticado por Marlon e Luiz na saída de campo.

“É mais fácil colocar a culpa em cima de mim nas entrevistas, né... Muito profissionais vocês dois”, colocou no post em um stories de uma rede social, que foi apagado logo em seguida. No jogo contra o Joinville o jogador ficou 25 minutos em campo, entrando no segundo tempo.

Tags: criciuma gols