Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

A primeira passagem de Kleina no Tigre

A Tribuna recorre aos seus arquivos para lembrar a conturbada primeira vinda do novo técnico do Criciúma
Denis Luciano
Por Denis Luciano Criciúma, SC, 13/03/2019 - 23:09Atualizado em 13/03/2019 - 23:14
Arquivo / Tribuna do Dia
Arquivo / Tribuna do Dia

Em 2003 o Criciúma dispensou Edson Gaúcho e contratou Lori Sandri, Com ele, viria o auxiliar que acabou efetivo: Gilson Kleina. Lori tinha um imbróglio com um clube japonês que arrastou-se por bom tempo, tornando-se uma novela. Depois, quando o assunto parecia resolvido, apareceu uma outra proposta que acabou tirando Lori do Majestoso.

Era a chance que Kleina esperava. E ele aproveitou. Comandou o Criciúma naquele Brasileirão - o Criciúma havia sido campeão da Série B no ano anterior - e não fez feio.

Mas a primeira passagem de Gilson Kleina pelo Criciúma terminou em fevereiro de 2004, pouco depois da foto acima, na qual o jovem treinador aparecia ao lado do então presidente Moacir Fernandes.

Essas memórias farão parte da matéria de apresentação do novo técnico do Criciúma no Jornal A Tribuna desta quinta-feira.