Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

"A música precisa do ócio criativo"

Engenheiro de áudio, músico e produtor musical, Beto Japa ganhou o Grammy Latino 2017. Ele esteve no Avesso desta sexta
Vitor Netto
Por Vitor Netto Criciúma - SC, 11/09/2020 - 17:55
Fotos: Vitor Netto / 4oito
Fotos: Vitor Netto / 4oito

O Programa Do Avesso desta sexta-feira, 11, foi inteiramente musical. Não recebeu propriamente dita a música ao vivo, mas recebeu o produtor musical, músico e engenheiro de áudio, Beto Japa. Conhecido na cidade, ele já atuou como professor de música e produziu grandes nomes de artistas renomados do Brasil. O mais recente prêmio foi o Grammy Latino 2017 na categoria melhor álbum pop em língua portuguesa, com a gravação do álbum do Tiago Iorc "Troco Likes ao Vivo". 

Músico profissional desde 1984, atuou como guitarrista e vocalista em várias bandas em Santa Catarina. Integrou a Banda Procurado Vulgo em Porto Alegre, de 1992 a 1994, onde iniciou suas atividades como técnico de áudio em estúdios do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Em 2001 mudou-se para Curitiba, onde atuou por 14 anos como técnico e produtor do Estúdio Trilhas Urbanas especializado em música erudita e popular, adquirindo vasta experiência. Em 2015, fundou "Beto Japa Produções de Áudio" atuando como técnico de áudio freelancer em diversos estúdios, gravações, sonorizações ao vivo e como produtor.

"Eu trabalho com música diarimente. Eu sei o que acontece e estou na linha de frente da produção musical no Brasil. O que falta e não temos mais esses hinos que costuma ouvir e marca décadas: uma boa composição necessita de tempo vaga, do ócio criativo", comentou. "Outra coisa que está acontecendo é que a música hoje em dia ela é muito cerebral. Os cientistas descobriram que tal sequência de acordes ficou mais fácil de assimilar, de lembrar e a música tá virando uma coisa científica e deixando de ser arte", completou. 

Beto participou da gravação como técnico de áudio pelo Estúdio Trilhas Urbanas do álbum Tiago Iorc "Troco Likes ao Vivo", em que ganhou o Grammy Latino 2017 melhor álbum pop em língua portuguesa. "Esse foi um trabalho bem significativo. Fui convidado para fazer parte da gravação do álbum. E foi um trabalho super interessante, porque era a gravação de DVD em plano sequência, ou seja, não podia ter erro. Era uma câmera, ela começa a filmar e só termina no fim e a gente tinha só dois shows para gravar", contou. 

O produtor também participou da gravação da música "Nossa Canção" de Vanessa da Mata, que fez parte da trilha sonora da novela "Celebridade" da Rede Globo, produzido por Nelson Mota. Ainda pelo Estúdio Trilhas Urbanas, onde são ganhadores de dois prêmios Tim, atual Prêmio da Música Brasileira, com a Orquestra de Câmara Solistas de Londrina, melhor CD erudito, e o "Roger Bobbo Awards for Excellence in Recording" nos EUA pelo álbum do artista Fernado Deddos.

Foi diretor de palco em três edições da Virada Cultural do Paraná ao lado de Sandra de Sá, Emílio Santiago, Zeca Baleiro, Terra Celta entre outros. Diretor também do Grupo Patubatê, atração da Nissan, no Revezamento da Tocha Olímpica e Paralímpica Rio 2016 realizada nos quatro cantos do Brasil (participação do Maestro João Carlos Martins e Camerata Bachiana). Além disso, trabalha com artistas de renome como Hermeto Pascoal, Caíto Marcondes, Tracy Silvermann, Orquestra do Século XVIII de Amsterdã e muitos outros.

Ouça a entrevista completa: