Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
FIQUE POR DENTRO DE TODAS AS INFORMAÇÕES DAS ELEIÇÕES 2024!
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Saiba como foi o clima no primeiro encontro entre todos os pré-candidatos a prefeito de Criciúma

Debate ocorreu na Som Maior, na manhã desta segunda-feira (24)

Por Maga Stopassoli 24/06/2024 - 15:15 Atualizado em 05/07/2024 - 11:51

Arlindo Rocha (PT), Júlio Kaminski (PP), Paulo Ferrarezi (MDB), Ricardo Guidi (PL) e Vagner Espíndola (PSD). O primeiro encontro entre os cinco pré-candidatos a prefeito de Criciúma, nesta segunda-feira, na Som Maior, deu o tom do que deve ser a campanha deste ano. Na dinâmica inicial, cada participante respondia a uma pergunta, por sorteio. O tempo de resposta era de dois minutos. Na segunda rodada, cada um deles escolhia uma das perguntas da primeira rodada, já respondida por um dos pré-candidatos, para responder. Foi aqui que ficou evidente o quanto a eleição deve se concentrar na disputa entre Ricardo Guidi (PL) e Vagner Espíndola (PSD).
Na pergunta que escolheu para responder, Vaguinho escolheu a que Ricardo havia respondido, por sorteio e era sobre o polêmico projeto de isenção de IPTU ao Criciúma Esporte Clube. Vaguinho fez a defesa do prefeito Clésio Salvaro ao dizer que o projeto era inconstitucional e, por isso, a ação que a prefeitura moveu na Justiça para derrubá-lo estava correta. “Em consulta ao Tribunal de Contas, eles nos deram o instrumento que é o instrumento perfeito, que é a Lei do Patrocínio. Será o que nós construiremos”.
Quando chegou sua vez de escolher uma pergunta, Ricardo disse a Vaguinho que “já podiam ter feito. Já estão no governo, podiam ter aproveitado esse momento e implantado essa lei”.
Nesse clima, deu para perceber que as estratégias dos dois candidatos estão parecidas: um vai mirar no outro. Estratégia acertada, diga-se de passagem, já que se trata dos dois representantes dos dois partidos que mais movimentaram o cenário eleitoral em Santa Catarina, neste ano, PL e PSD. Além disso, tanto Paulo Ferrarezi, quanto Júlio Kaminski, podem migrar para o apoio a um dos dois citados acima. No campo da esquerda, Arlindo Rocha tenta se firmar como candidato de oposição a Clésio Salvaro.

Como foi a repercussão

De modo geral, os ouvidos atentos da audiência da Som Maior captaram muitas das mensagens subliminares contidas nas entrelinhas. Desde as possibilidades de composição entre Ricardo & Paulo e Vaguinho & Kaminski, até quem estava mais ou quem estava menos tenso. É do jogo. Para um primeiro encontro, neste formato, serviu para começar a aquecer as torcidas. E, sempre bom lembrar que é possível enganar a si próprio. Mas, não é possível enganar quem capta aquilo que não foi dito.

Tags: eleicoes2024

Copyright © 2022.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito