Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

O infinito trabalho doméstico

Uma verdade sobre o trabalho doméstico: ele não acaba
Ananda Figueiredo
Por Ananda Figueiredo 16/06/2021 - 06:00Atualizado em 16/06/2021 - 08:55

Deixe-me dar um palpite:

Você passou a infância brincando só depois de lavar a louça, encontrando os amigos só depois de deixar o chão brilhando.

Acertei?

Foi assim com toda uma geração. No combo, vinha também o aprendizado de que seu valor é medido pela sua capacidade de "dar conta" - da tarefa, do armário do quarto, das boas notas da escola, da vida.

E você cresceu.

Cresceu o bastante para aumentar sua lista de afazeres, mas não o suficiente para perceber-se grande a ponto de ocupar todos os espaços de si: os das obrigações, mas, veja só, também os de prazer.

E você cresceu.

E, neste mundo de gigantes, se convenceu de que é preciso fazer muito, fazer tudo, e, quem sabe, se houver um depois, brincar de viver.

Que jeito interessante de te paralisar.

Estas palavras são para te lembrar que você cresceu, e que isso não significa somente mais responsabilidades. Crescer também significa mais autonomia.

O trabalho doméstico não acaba.

Haverá outra pia cheia de louça amanhã. Outra pilha de roupas no sábado.

E só há um agora te convidando para a vida.

A g o r a

4oito

Deixe seu comentário