Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Aumento de divórcios em SC é o 3º maior do Brasil na pandemia

Por Ney Lopes Edição 01/04/2022

Em 2020, Santa Catarina registrou 13.826 divórcios, o 6º maior número entre os estados e a terceira maior do país, perdendo apenas para o Amazonas, com 22% e Minas Gerais, com 3,5%. A pandemia da Covid-19 foi uma das situações que impactou diretamente no aumento desses números. Foram 438 (3,3%) pedidos de separações a mais que em 2019. Os dados foram divulgados nas Estatísticas do Registro Civil de 2020 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

“De um modo geral o aumento dos divórcios teve um impacto da pandemia. Vivemos em uma geração onde muitas pessoas sofrem com ansiedade e depressão pois queremos tudo de forma imediata. O fato de esperar algo, acaba fazendo com que a pessoa exploda. Com a pandemia, tendo a convivência mais próxima com a pessoa, o imediatismo, falta de paciência, tolerância, fez com que o número de divórcios aumentasse” explica a advogada Rafaela De Noni.

Quando comparado ao tempo de casamento, os números chamam atenção. Quase 50% das separações aconteceram com menos de 10 anos de casamento. Um em cada quatro separações foi de casal casados há menos de quatro anos. Casamentos que duraram de cinco a nove anos representam 21,6% dos divórcios, com 2.980 casos. 14,1% (1.954) dos divórcios se deram entre o 10º e o 14º ano de casamento e 20% (2.759) dos divórcios em Santa Catarina os cônjuges eram casados há 26 anos ou mais.

A idade dos cônjuges também é um número que chama atenção. 15,5% (2.140) dos divórcios em Santa Catarina tinham homens do grupo de idade de 35 a 39 anos, a maior parcela entre todos os grupos. Em segundo lugar vieram os divórcios com homens do grupo de idade de 40 a 44 anos (15,2%), com 2.096 divórcios. O percentual de divórcios foi menor entre os homens mais jovens: no grupo de idade de 20 a 29 anos (12,4%) eles totalizaram 1.717 divórcios. Somando os homens dos grupos de idade de 45 a 49 anos e de 50 a 54 anos, houve 3.328 divórcios (24,1%) em 2020.

Já entre as mulheres também predominou o grupo de idade de 35 a 39 anos (16,6%), com 2.295 divórcios. No entanto, o segundo grupo de idade de mulheres com maior número de divórcios em 2020 foi o de 30 a 34 anos (15,0%), ou 2.069 divórcios. Outra diferença em relação aos homens foi o percentual de mulheres de 20 a 29 anos que se divorciaram em 2020: 18,9% (2.619), ante os 12,4% dos homens.

Copyright © 2021.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito