Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Covid provoca ereção de mais de 24 horas em adolescente

Por Ney Lopes Edição 11/02/2022

Um grupo de pesquisadores da Universidade de Viena, na Áustria, concluiu que um adolescente de 12 anos que apresentou ereção por mais de 24 horas teve o problema devido à Covid. O caso foi publicado no periódico Urology e levantou a relação entre o coronavírus e quadros de microtromboses, observados desde o início da pandemia. Ereções involuntárias e prolongadas são chamadas de priapismo e podem causar danos ao tecido peniano, levando à disfunção erétil e até necrose do membro. No órgão, a circulação do sangue entre artérias e veias é chamada de terminal.

"O priapismo é a congestão por dificuldade de fazer o sangue retornar, é como se ele entrasse pelas artérias e não pudesse ser escoado pelas veias", explica o urologista pediátrico Ubirajara Barroso Júnior, coordenador de urologia da UFBA (Universidade Federal da Bahia) e membro titular da SBU (Sociedade Brasileira de Urologia). Segundo o médico, no caso de uma pessoa com Covid, essa dificuldade para o retorno do sangue pode acontecer pois, em alguns pacientes, a doença provocada pelo coronavírus leva à formação de coágulos (trombos) na corrente sanguínea, que podem obstruir veias e artérias.

O priapismo associado à Covid-19 já foi relatado em pessoas mais velhas e com quadros graves da doença: um paciente, por exemplo, demorou para buscar ajuda médica para tratar a ereção prolongada e ficou cinco dias internado.

Para brindar a chegada de mais uma edição da nossa Toda Sexta, uma cena do nosso mago das lents Alex Ribeiro celebrando o sol, o bronze e o calor do verão.

Copyright © 2021.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito