Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Vigilância em Saúde alerta para cuidados com animais peçonhentos

No verão cuidados devem ser redobrados, já que o risco de encontrar esses bichos é maior
Por Clara Floriano Criciúma - SC, 16/01/2018 - 15:53
Tityus serrulatus, o escorpião-amarelo (foto: arquivo/ divulgação Decom)
Tityus serrulatus, o escorpião-amarelo (foto: arquivo/ divulgação Decom)

O verão é a estação mais quente e chuvosa do anos. Nesta época é preciso redobrar os cuidados com animais peçonhentos, já que pé mais comum encontra-los neste período do ano. Para evitar acidentes e controlar a proliferação, a Prefeitura de Criciúma, através da Vigilância de Saúde, segue orientando os moradores sobre como agir caso se deparem com estes animais.

“A previsão é fazer orientação. Ano passado educamos profissionais, fizemos capacitação dos professores das Afascs e por meio do monitoramento do escorpião-amarelo. Trabalhamos com a conscientização na coleta para identificação desse animal”, explicou a veterinária e coordenadora do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), de Criciúma, Natália Reche

Segundo Natália, existem pessoas que estão mais sujeitas a encontrar esses animais. “As pessoas que residem em áreas rurais ou que constroem próximo a mata estão mais suscetíveis a encontrar esses animais. Também tem as pessoas que vão fazer trilhas que podem ter esse contato", contou.

Um dos animais mais perigosos e mais comuns na região é o Tityus serrulatus, mais conhecido como escorpião-amarelo. “São duas localidades do município que apresentam esse animal. Fazemos o monitoramento, porque esse animal tem facilidade de proliferação”, revelou.

Natália orienta que as pessoas devem andar com sapatos fechados, não colocar a mão em lugares desconhecidos sem proteção e ao se deparar com esses animais entrar em contato com os órgãos competentes, além de procurar um hospital caso haja contato.