Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Upiara Boschi: Audiência pública da Reforma da Previdência e afirmação de Moisés em não disputar a reeleição

Estes foram os assuntos tratados no quadro Plenário do Programa Adelor Lessa desta terça-feira, 20
Letícia Ortolan
Por Letícia Ortolan Criciúma - SC, 20/07/2021 - 09:17Atualizado em 20/07/2021 - 09:55
Foto: Divulgação / Governo de SC
Foto: Divulgação / Governo de SC

Primeira audiência pública de debate sobre a Reforma da Previdência e compromisso de Carlos Moisés em não se candidatar a governador em 2022. Estes foram os assuntos tratados no quadro Plenário do Programa Adelor Lessa desta terça-feira, 20, e analisados pelo jornalista político Upiara Boschi. 

A audiência pública aconteceu na tarde desta segunda-feira, 19, na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc). Conforme Upiara Boschi, a reunião contou com 34 manifestações e a maior parte foi em apoio. Para ele, trata-se da tática de mandar um projeto mais pesado, para posteriormente ser amaciado na Alesc. 

O secretário da casa civil, Eron Giordani, alegou que existe a possibilidade de convergência das transições de taxação para quem ganha mais, e de regras de pensão.  “São pontos para serem discutidos e que devem haver uma equação com a Assembleia Legislativa, a perspectiva é que possam votar no dia 4” analisou Boschi. O presidente da Constituição e Justiça (CCJ), Milton Robson, garantiu a manutenção da data no calendário. 

Além disso, o jornalista político opinou sobre a fala de Rodrigo Minotto, no Programa Parlatório desta segunda-feira, 19. Ao contrário de Marcos Vieira, o deputado destacou que não tem conhecimento de qualquer declaração de Moisés em não disputar a reeleição. 

Minotto não está nas rodas de discussão do Impeachment, das quais Marcos Vieira fazia parte. “A impressão que o Rodrigo coloca é a que todos têm. Os movimentos de Moisés indicam querer disputar a reeleição até ano que vem”, destacou Upiara, acrescentando que “ontem perguntei para o Jordani que participou das articulações, ele diz que não escutou conversas que isso tenha sido tratado”.