Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Unidades prisionais seguirão modelo padrão em SC

Em Araranguá, nova Penitenciária Industrial será referência para o sul e o extremo sul.
Por Enio Biz Criciúma, SC, 19/03/2022 - 10:05 Atualizado em 19/03/2022 - 10:34
Foto: Jaqueline Noceti / Secom
Foto: Jaqueline Noceti / Secom

Quer receber notícias como esta em seu Whatsapp? Clique aqui e entre para nosso grupo

A informação desta semana dá conta de que Araranguá terá uma nova Penitenciária Industrial. O local substituirá o atual Presídio Regional. O motivo é que a secretaria de Estado da Administração Prisional quer implantar um modelo padrão em todas as unidades prisionais em todas as regiões. A informação é do secretário, Leandro Lima, em entrevista ao programa Adelor Lessa desta sexta-feira (18).

"Temos trabalhado em modelos de arquitetura prisional desde 2011, voltados para o binômio preso/trabalho. O trabalho tem se revelado um excelente habilitador. Portanto, decidimos que toda unidade nova, construída ou reformada, teria um modelo prisional. A porta de entrada do extremo sul do estado vem se alargando. Precisamods de uma unidade prisional maior, com capacidade de trabalho e educação, mas também com capacidade de isolamento para o recebimento de presos. A idéia da ampliação do presídio em um modelo de penitenciária está baseada na capacidade de padrão técnico, mas também de melhorar a segurança no extremo sul", explica.

Empresas poderão se instalar no local para que os presos possam trabalhar. "Faremos um chamamento público. Já temos uma lista de empresários interessados nesse momento de instalar suas empresas dentro do presídio. Com isso, teremos mais atividade indistrial dentro do presídio, onde vai proporcionar maior atividade laboral para os presos e aumenta a arrecadação do município de Araranguá. Estaremos preparando o preso para quando estar em liberdade estar preparado para o emprego", informa o secretário.

O Presídio de Jaraguá do Sul e a Penitenciária de São Bento do Sul realizam o mesmo serviço que será adotado em Araranguá. O secretário analisa que o sul do estado está carente desse modelo proposto. "Em Jaraguá do Sul ainda é presídio, mas ao lado temos a Penitenciária Industrial de São Bento do Sul. Essas duas unidades darão do que aquela região demanda. Já o sul e o extremo sul não é o suficiente. Precisamos de uma nova pentenciária em Araranguá, assim como temos duas penitenciárias, masculina e feminina, e um grande presídio em Criciúma. Precisamos construir levando em consideração a demanda de entrada de cada região".

O edital de licitação da obra deverá ser lançado ainda no primeiro semestre. "É um investimento de aproximadamente 40 milhões e que irá ampliar para 700 vagas. O processo já tramita na prefeitura de Araranguá. Inicialmente tivemos um problema com um terreno particular nos arredores do local, porém, a justiça nos deu a titularidade desse terreno. O edital de licitação será lançado ainda no primeiro semestre deste ano", detalha Leandro Lima.

Ele comentou também sobre as unidades prisionais de Criciúma e falou em ampliação na Penitenciária Sul. "No planejamento dos próximos 10 anos, o Presídio Santa Augusta vai receber investimentos no sentido de mantê-lo funcionando, com mais modernidade e reformas, mas não temos nenhuma intenção de tirar o presídio daí de Criciúma. Precisamos ampliar mais a área dos presos que estão no semi-aberto e em regime fechado na Penitenciária Sul, para que tenha apenas presos provisórios masculinos no Presídio Santa Augusta", finaliza.

Confira o podcast da entrevista do secretário de Administração Prisional, Leandro Lima:

Copyright © 2021.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito