Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Uma equipe dedicada em campo

Técnico exalta a entrega dos jogadores em campo e vê a dedicação como fator determinante para a vitória
Por Lucas Renan Domingos Criciúma, SC, 05/09/2018 - 08:00
Tigre agora pega o Fortaleza, no sábado, no Estádio Heriberto Hulse
Tigre agora pega o Fortaleza, no sábado, no Estádio Heriberto Hulse

“As equipes do nosso campeonato podem até ser superior a nós, mas ninguém pode correr e querer mais que a gente”. Foi esse o recado dado por Mazola Júnior em coletiva na última segunda-feira. Para conseguir escapar do rebaixamento, na análise do treinador, o Criciúma vai precisar se entregar em campo, principalmente contra os adversários diretos. O primeiro era o Juventude. Três pontos a mais e um confronto a menos.

Destaque para a dedicação

Na coletiva após a vitória de 1 a 0 sobre o Juventude, o treinador exaltou o empenho dos atletas em obedecer o seu pedido. Justificou a boa partida do Criciúma com uma única resposta. “O maior destaque foi a nossa união. A entrega e a determinação do time desde os trabalhos durante a semana. Demos nosso melhor e deixamos tudo o que tínhamos dentro do campo”, destacou Mazola Júnior.

Outra arma do Tigre para conseguir segurar a pressão do Juventude após Vitor Feijão abrir o placar para o Criciúma, foi a defesa. “Toda a equipe defendeu muito bem. Fizemos uma estratégia de jogo que foi perfeita. Não me recordo do Luiz ter feito alguma defesa durante todo o jogo”, lembrou o técnico.

Mas ele também sentiu a falta de agressividade do time para criar boas situações de gol. “Criamos poucas oportunidades, mas determinação, luta e entrega não faltou. Na parte defensiva fomos bem. O Vitor (Feijão) conseguiu recompor e não precisamos de um volante fazendo a cobertura. Na parte ofensiva precisamos ser mais agressivos e ter tranquilidade para ficar com a bola”, acrescentou o treinador.