Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

"Um furacão não se forma de um dia para outro"

Coordenador da Defesa Civil comenta áudio que viralizou nesta quarta, e desmente boato sobre fenômeno na região
Denis Luciano
Por Denis Luciano Criciúma, SC, 29/05/2019 - 18:14Atualizado em 29/05/2019 - 18:26
Divulgação
Divulgação

O resgate de um áudio gravado por um comerciante em novembro do ano passado e repassado em grupos de WhatsApp nesta quarta-feira, 29, mais de seis meses depois do ocorrido, causou surpresa, repercutiu e trouxe preocupações à tona sobre as próximas horas do clima na região. No áudio, um comerciante de Torres, no litoral norte do Rio Grande do Sul, fazia comentários sobre um possível furacão que estaria se aproximando da costa gaúcha e catarinense.

"Ele falou em um possível Catarina. Um furacão é observado pelos sistemas com semanas de antecedência, ele não se forma de um dia para outro", comentou no programa Ponto Final, na Rádio Som Maior, o coordenador da Defesa Civil para Araranguá e região, Sebastião Antônio de Souza. "A Defesa Civil emitiu uma nota de atenção meteorológica apontando para riscos de chuva forte entre quinta e sexta-feira", lembrou. Mais cedo, o climatologista Márcio Sônego já havia desmentido o conteúdo do áudio.

Na nota distribuída, o Epagri/Ciram estima chuvas de 50mm a 80mm entre quinta e sexta com picos de 120mm a 150mm. "Nossa preocupação está com o solo encharcado, as encostas ainda sob riscos, os arrozais cheios de água, tudo por conta do temporal da semana passada", observou Sebastião. "Mas pedimos que as pessoas procurem os órgãos oficiais de previsão do tempo", emendou.

Ouça a entrevista do coordenador da Defesa Civil no podcast: