Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

“Tenho certeza que vou conseguir anular esse contrato"

Deputado Mário Marcondes entra com ação contra a Alesc por compra de prédio de R$ 83 mi
Por Clara Floriano Criciúma - SC, 28/02/2018 - 08:50Atualizado em 28/02/2018 - 11:41
(foto: Vitor Shimomura/Agência AL)
(foto: Vitor Shimomura/Agência AL)

A compra de um prédio pela Assembleia Legislativa de Santa Catarina continua gerando polêmica. Desta vez, o fato novo foi uma ação popular apresentada ontem pelo deputado estadual Mário Marcondes, na Vara da Fazenda Pública da Capital, contestando a compra do imóvel.

O prédio foi avaliado pela Caixa Econômica Federal no valor de R$ 74, 5 milhões, com valor mínimo de R$ 67 milhões e máximo de R$ 83 milhões. E, na ação, o deputado questiona o motivo de ter sido oferecido o valor máximo.

“Eu estarei procurando o caminho da Justiça. Do pronunciamento da justiça. O que eu mais tenho debatido é a imoralidade de compra de um prédio de R$ 83 milhões num tempo de crise financeira.  Ontem de manhã foi ingressada uma ação pela manhã, junto a vara da fazenda, para bloqueio dos pagamentos. A ação popular de danos morais ao estado de Santa Catarina”, explicou o deputado.

Segundo Marcondes, em nenhum momento a compra do prédio foi debatida com os deputados estaduais. “Eis aí meu questionamento. Estou há três anos na Assembleia e isso jamais foi veiculado em debate. O que me chamou a atenção é que o edital de compra tinha sido direcionado e saiu do nada. Não teve comissão para apurar. Simplesmente saiu no Diário Oficial. Por favor, né?! Vamos parar de achar que as pessoas são burras. Vou continuar com isso e tenho certeza que vou conseguir anular esse contrato”, esclareceu.

Tags: alesc compra prédio