Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Sr. Saraiva, o "tolerância zero" do xis salada (VÍDEO)

Um comerciante de Criciúma vem se notabilizando por suas respostas nada convencionais a clientes em uma plataforma online de vendas
Denis Luciano
Por Denis Luciano Criciúma, SC, 09/01/2020 - 09:52Atualizado em 09/01/2020 - 09:54
Foto: Denis Luciano / Vídeo: Amanda Farias / 4oito
Foto: Denis Luciano / Vídeo: Amanda Farias / 4oito

"Muito gordurosa", escreveu um, avaliando o lanche recém consumido e comprado via iFood, plataforma online de vendas de alimentos. "Vai comer salada então seu imbecil!". A resposta vem do próprio comerciante que acabou de efetuar a venda. Com essa e outras respostas nada convencionais via iFood, um comerciante de Criciúma vem ganhando fama nas últimas semanas. Trata-se do seu Nélson, que se intitula "Sr. Saraiva", remetendo ao personagem que o ator Francisco Milani apresentava em um humorístico da Rede Globo, o homem que tinha respostas diretas e até grosseiras para perguntas que considera idiotas.

"Eu não falo xingar os clientes. A gente chama de lei da reciprocidade", define Nélson, com a resposta na ponta da língua aos xingamentos. Sobre o "imbecil" citado acima, o que reclamou do lanche gorduroso, o Sr. Saraiva do iFood responde que "ele foi imbecil, sim. Imbecil, tu quer comer um xis gorduroso, vai comer salada. Meu xis não é gorduroso. Tem centenas de avaliações positivas, daí você encontra um imbecil que vem detonar o teu trabalho. Não", disparou.

"O x é bom, mas 1h pra fazer, tá de sacanagem", disse outro cliente no iFood. O Sr. Saraiva não o poupou, chamou até de "arrombado". "De sacanagem tá vc, não leu sobre o tempo de entrega?", escreveu. "Faz o seguinte, continue comendo os cheios de milho e ervilha", bateu. Nélson comentou esse caso também, atribuindo por vezes as avaliações negativas à concorrência. "Eu não volto atrás. Vou ser bem sincero. A gente faz os lanches com muito carinho e dedicação, daí vem um imbecil, um arrombado detonar o nosso trabalho. E na maioria das vezes não é um cliente, é um concorrente tentando chegar ao nosso molho, não vai chegar nunca, até a sequência de ingredientes faz a diferença no sabor do lanche", afirmou.

"Proprietário totalmente sem noção. Lanche péssimo. Sem educação, sem nenhuma postura de profissional", postou outro cliente. Na resposta, o Sr. Saraiva do xis chegou a chama-lo de "filho da p*". Nélson garante que não perdeu clientes com essa postura. "Pelo contrário, a gente teve um aumento estrondoso de vendas, a gente recusa vendas todas as noites", explicou.

O espaço que ele ocupa, na Rua João Pessoa, não é dos maiores. Ele tem um entregador colombiano, que Nélson garante ser bastante ágil para atender a demanda que, segundo o proprietário, é crescente. O X do Gaúcho tem a tolerância zero até na apresentação no iFood, onde menciona que pedidos com mais de duas alterações de ingredientes são logo negados.

Quando a reportagem passou por lá, na noite desta quarta-feira, 8, estava retirando dois lanches o ex-jogador de futebol e atual assessor parlamentar do deputado Jessé Lopes, Lucas Campos. "Vim aqui curioso por essa repercussão no iFood, vou conferir como é o produto", disse Lucas, que chegou a gravar um vídeo com Nélson, conversando com ele sobre marketing. 

Lucas Campos, um dos clientes do X do Gaúcho, o homem da "tolerância zero" no iFood / Foto: Amanda Farias / 4oito

"Eu sinceramente acho que a maioria das teorias sobre marketing para mim não valem. O cliente sempre tem razão? Não", respondeu o Sr. Saraiva, entre uma entrega e outra.

Assista a entrevista com ele no vídeo: