Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

SC-108: Mais de 300 dias sem acidentes com mortes (VÍDEO)

Marca abrange o trecho entre Criciúma e Orleans. Último acidente com óbito na rodovia aconteceu em junho de 2021, em Urussanga
Por Enio Biz Cocal do Sul, SC, 04/04/2022 - 10:11 Atualizado em 04/04/2022 - 11:30
Foto: Enio Biz / 4oito
Foto: Enio Biz / 4oito

Quer receber notícias como esta em seu Whatsapp? Clique aqui e entre para nosso grupo

A SC-108, rodovia que liga Criciúma a Orleans, entrou nesta segunda-feira (04) no 303º dia sem acidentes com mortes. O recorde atual é de 359 dias. Uma marca para ser comemorada, de acordo com o comandante do Posto 5 da Polícia Militar Rodoviária de Cocal do Sul, Sargento Dalnei Ribeiro. "Essa marca é fruto de um trabalho extenso de fiscalização dos nossos policiais e é para ser comemorada. Vidas não tem preço. Batemos a marca dos 300 dias na sexta-feira e hoje 303 dias sem mortes no trecho".

Foto: Enio Biz / 4oito

O último acidente ocorreu em junho de 2021, quando o motociclista, Matheus Alexandre Frutuoso de Souza, de 42 anos, morreu após colidir na traseira de um caminhão, na localidade do Rio Molha, em Urussanga. "O caminhão não estava mais no local quando a guarnição chegou. Foram feitos os procedimentos e a investigação foi encaminhada para a Polícia Civil para apurar possível crime de não prestar socorro à vítima e homícidio culposo", informao o comandante.

Foto: Divulgação

A meta, agora, é bater e ultrapassar o recorde de dias com acidentes sem mortes. "Os nossos policiais fazem constantemente operações nos trechos que a Polícia Rodoviária fiscaliza. Eles fazem fiscalizações de radar e bafômetro. E coibimos ultrapassagens indevidas que são os maiores causadores de acidentes com gravidade. 

Sargento Dalnei Ribeiro pontua os pontos onde os motoristas deverão ter maior cuidado ao trafegar. "Os motoristas pregam uma grande velocidade ao longo da SC-108, até por ser uma rodovia bem conservada. Temos alguns pontos que merecem atenção, dentre eles, a "Curva do S" em Urussanga, além de vários pontos de radar. Esse ponto onde ocorreu o último óbito, no Rio Molha, também merece cuidado. São vários os pontos em que as pessoas encontrarão nossos policiais fazendo fiscalização, e eles estão nesses locais exatamente por serem trechos perigosos", pontua.

Sargento Dalnei Ribeiro / Foto: Enio Biz / 4oito

O sistema de iluminação do veículo alterado é uma das infrações mais comuns, segundo Ribeiro. "O policial já verifica essa infração de longe porque nas rodovias estaduais é obrigado a utilizar o farol aceso, o que possibilita se deparar com essa irregularidade. Em 2021, tivemos 812 infrações de ultrapassagens irregulares. Foram 541 infrações de recusa do teste de embriaguez. São números expressivos. Gera multa grave, alta, e a gravidade da notificação tem a ver com o risco que ela traz aos usuários da rodovia e os riscos que esses acidentes podem acontecer", finaliza.

Foto: Enio Biz / 4oito

Confira o vídeo do Youtube da Som Maior / 4oito:

Confira o podcast da entrevista com o Sargento Dalnei Ribeiro:

Copyright © 2021.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito