Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Rodovia promete ligar Jorge Lacerda à Luiz Rosso

Projeto de extensão da Rua Antônio Scotti vai permitir a nova ligação para o trânsito de Criciúma
Paulo Monteiro
Por Paulo Monteiro Criciúma, SC, 26/11/2019 - 13:17Atualizado em 26/11/2019 - 13:40
Rodovia Alexandre Beloli, paralela à Antônio Scotti, será desafogada com a criação da nova via / Arquivo / 4oito
Rodovia Alexandre Beloli, paralela à Antônio Scotti, será desafogada com a criação da nova via / Arquivo / 4oito

O município de Criciúma deve ganhar nos próximos anos uma nova rodovia, que fará a ligação entre a Jorge Lacerda e a Luiz Rosso. De acordo com a secretária de Infraestrutura e Mobilidade Urbana, Kátia Smielevski, o projeto já está concluído e resta apenas a busca por recursos para a sua execução. A secretária destaca, também, que apesar de ser uma rodovia importante, há obras com maior prioridade no aguardo. A via será uma extensão da Rua Antônio Scotti, que deriva da Luiz Rosso, em direção à via de acesso à Associação Esucri, na Jorge Lacerda.

“Esta rodovia já está há muitos anos no papel, porém ainda não foi aberta, fora que os terrenos necessários ainda não são de domínio público”, comentou Kátia, afirmando que a obra não poderá ser executada com recursos da prefeitura, não havendo previsão exata para o início da mesma.

Confira também - Um novo caminho entre Luiz Rosso e Jorge Lacerda

A rodovia promete ser uma alternativa para “limpar” um pouco o trânsito da Santos Dummont e, também, da Rodovia Alexandre Beloli, paralela à Antônio Scotti, no Bairro Primeira Linha. “Sempre pensamos no planejamento da cidade, não só o trânsito mas sim um eixo de desenvolvimento como um todo”, observou a secretária. “Será um novo eixo de ligação entre duas rodovias, que vai colaborar muito com o trânsito da cidade, passando pelos fundos do Pinheirinho e Jardim Angélica”, lembrou.

Em outubro houve a desapropriação de áreas que se localizam no trecho da extensão da Antônio Scotti, primeiro passo legal para a parceria que o município pretende fazer com construtoras que poderão ajudar a viabilizar a obra que, no entanto, ainda não tem data para ocorrer. “Acontece que a rua será aberta, por contrapartida, por duas construtoras que adquiriram áreas naquela região para empreendimentos imobiliários. Eles ainda aguardam um melhor momento para começar a construir”, revelou Kátia.

No mapa, as extremidades que serão conectadas para formar a nova rodovia / Google Maps / Reprodução