Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Região deve ganhar novas variedades de uva resistentes à doenças

Com a uva Goethe como símbolo, região pode receber o cultivo de frutos vindos de Alemanha, Itália e Hungria
Marciano Bortolin
Por Marciano Bortolin Urussanga, SC, 20/06/2021 - 14:30
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O Sul do estado é conhecido pelos bons vinhos, principalmente da Uva Goethe, e que ganhou até mesmo a Identificação Geográfica (IG). Com todo este sucesso e com a esta qualidade solidificada, a Estação Experimental de Urussanga - cidade destaque na produção de vinho na região - encaminha a vinda de novas uvas.

Vindas da Europa e após 50 anos de estudos, estas frutas são mais resistentes às doenças, aponta o pesquisador da Estação Experimental da Epagri de Urussanga,  Emílio Della Bruna. “Desenvolvemos na Epagri trabalhos com novas variedades de uvas viníferas e com maior resistência à doença, isso implica em usar menos pulverizações que evitam as doenças das plantas, o que reduz o custo de produção e o uso de defensivos agrícolas”, salienta.

Este trabalho está sendo desenvolvido em convênio com institutos da Alemanha, Itália e Hungria. “Neste trabalho em conjunto estamos introduzindo os materiais que eles têm em mais de 50 anos de pesquisas e vamos testar aqui no estado, e Urussanga é uma das unidades que está avaliando estas variedades”, fala Della Bruna.

O pesquisador diz que as novas variedades já apresentam bons resultados. “Os bons resultados são tanto na área agronômica, de produção da uva, como também com os produtos que ela gerou, como vinho e espumante de excelente qualidade. Estamos esperando a assinatura dos contratos com estes países para começar a divulgar aos produtores. Em breve teremos muitas novidades com relação às uvas viníferas brancas e tintas para serem cultivadas em regiões mais úmidas, como aqui no Sul do estado e com muita qualidade”, destaca.

Della Bruna lembra que a uva Goethe permanece sendo o símbolo da Região Sul de Santa Catarina. “Ela está com um crescimento constante da produção e com aumento do vinho produzido. É um sinal que as pessoas estão consumindo, gostando e voltando a comprar. Isso se deve a melhora da qualidade e dedicação dos vinicultores”, cita.

Safra do vinho Goethe supera os últimos anos

Muito sol e noites com temperaturas mais amenas. Um 2020 de clima favorável, pelo menos para a produção da uva Goethe, o que contribuiu para que um vinho de qualidade passasse a chegar à mesa do consumidor a partir de agora. “A produção de vinho ocorre durante a safra da uva que é em janeiro. Foi uma boa safra, tivemos uma maturação muito boa, um clima favorável em 2020. O vinho entrando no mercado neste momento é de uma qualidade superior aos anos anteriores”, Della Bruna.

A principal uva cultivada na região é a Niágara, seguida pela Goethe e a Bordô. “Possuímos muitos produtores amadores que fazem vinho de ótima qualidade”, conclui.