Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Reforma da Previdência até o meio do ano, ou não sai mais, diz Jorginho Mello

Senador afirma que a medida deve atingir todas as categorias e cita os altos salários
Erik Behenck
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 04/03/2019 - 10:00
(foto: reprodução)
(foto: reprodução)

“Se não aprovar até metade do ano, não aprova mais”, pensa o senador Jorginho Mello (PR) sobre a reforma da Previdência. Em entrevista ao Programa Adelor Lessa ele falou sobre a importância do projeto, lembrando que as mudanças devem atingir todos os setores, sem deixar nenhum de fora. Disse ainda que é importante que o Governo Federal monte uma base no Congresso.

“É um assunto que merece uma cautela. Eu estou no Senado, tenho uma estrutura maior e mandei fazer uma varredura, é uma reforma importante, que não pode ser votada pelo grito de alguém. Tem que ser a mais justa possível, tem que ver quem está fora, como os militares. Tem que ser de forma muito responsável e eu vou fazer isso”, comentou.

Jorginho Mello citou ainda que é preciso mexer nas aposentadorias dos servidores públicos. “Nós precisamos fazer uma reforma que atinja todo mundo, tem gente em Santa Catarina que ganha mais de R$ 50 mil por mês, tem funcionário público que recebe isso. Tem que ver a questão dos agricultores e de quem ganha menos. Eu vou ter assessoramento técnico, vou colocar o tempero da vida e da responsabilidade para fazer justiça”, afirmou.

Confira a entrevista na íntegra: