Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Radares semafóricos, sim. Lombadas e radares OCR, ainda não

Na Avenida Centenário, sistema já capta as infrações, mas multa ainda não estão sendo aplicadas
Por Lucas Renan Domingos Criciúma, SC, 15/10/2018 - 07:30
Foto: Guilherme Hahn/Especial
Foto: Guilherme Hahn/Especial

A instalação da fiscalização eletrônica de Criciúma já avançou, mas o prazo para que toda a estrutura esteja funcionado foi adiada por mais 15 dias. O prazo inicial era o primeiro dia do mês de outubro, depois a data foi reagendada para a segunda semana deste mês, agora a finalização dos trabalhos foi estendida até o fim do mês.

Os radares semafóricos na Avenida Centenário já estão funcionando, mas ainda não aplicando as infrações. “Eles capturam a velocidade, os carros que param sobre a faixa de pedestre e aqueles que avançam o sinal vermelho”, explicou o diretor de diretor de Trânsito da Diretoria de Trânsito e Transportes (DTT) de Criciúma, Paulo Borges.

Inicialmente, a previsão do DTT é que em uma semana as multas comecem a ser aplicadas. “Vamos deixar esse período porque o sistema precisa passar por uma aferição do Inmetro. E vai servir também para que as pessoas não sejam pegas desprevenidas. Caso essa aferição seja realizada aí sim, as notificações serão feitas”, acrescentou Borges.

Faltam as lombadas e os OCR

Mas os trabalhos da empresa Focalle Engenharia Viária Ltda., de Joaçaba, responsável pela instalação, operação e manutenção de equipamentos de fiscalização eletrônica de Criciúma ainda não terminou. A instalação das lombadas eletrônicas e radares OCR, que captam e informam em tempo real a condição do veículo, se é objeto de roubo, de furto, se tem pendência, ainda vai levar um tempo para terminar.

“As chuvas atrapalharam bastante no mês passado e teve este atraso. Esperamos que seja concluído todo o trabalho até o fim de outubro”, frisou o diretor do DTT. Segundo ele, atualmente o foco da empresa está nas lombadas eletrônicas da região do Bairro Santa Luzia. “Finalizado as lombadas daí sim eles irão para o OCR”, completou Borges. Desligadas desde a segunda quinzena de julho, quando do vencimento do contrato em vigor com a antiga empresa fornecedora do sistema, a volta agora se dá com mais faixas fiscalizadas. Antes, eram 111. Agora, 119.