Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

“Quero uma eleição viável que se expressa por uma coligação coerente e vitoriosa"

PP deve ter definições até o dia 10 de julho. Merisio afirma que há "diálogo aberto" sobre as posições
Por Clara Floriano Criciúma - SC, 25/06/2018 - 09:43Atualizado em 25/06/2018 - 09:50
(foto: Adelor Lessa)
(foto: Adelor Lessa)

O fim de semana foi marcado por importantes fatos políticos. O Partido Progressista (PP) de Criciúma lançou a pré-candidatura de Esperidião Amin ao Governo de Santa Catarina. O evento contou com a presença de Gelson Merisio (PSD) e de João Paulo Kleinubing (DEM).

Merisio afirmou que há “um diálogo aberto” a respeito das posições. “Temos um calendário até 5 de agosto. Até lá tudo é possível. Isso não depende só do PP ou do PSD, temos outros partidos filiados que devem ser ouvidos. Candidatura não pode ter imposição. O que reunir melhor condições de vitória. Informações tem que ser buscadas no povo. Estou trabalhando para ser candidato a governador”, afirmou.

"Eu costumo dizer que quando um não quer, dois não brigam. E quando três ou quatro precisam se entender, primeiro tem que haver a vontade. Acho que a vontade decorre da necessidade do Estado e depois se procura a composição que seja mais viável política e eleitoralmente. Não tenho dúvida de que Santa Catarina exige isso de nós. Sou pré-candidato. Desfruto de uma boa condição eleitoral, mas quero uma eleição viável e Governo viável que se expressa por uma coligação coerente e vitoriosa", disse Amin.

Amin explicou que o prazo para definição é e torno de 10 de julho, que é o calendário nacional do PP. "Até o dia 10 de julho o partido tem que conduzir as negociação, que não terão efeito direto, porque o partido não vai fechar a questão nos estados, mas sempre representa um indicativo. Nós não temos candidato, mas vamos apoiar alguém. Isso traz influências. Acho que essa composição é fruto do bom senso", disse.

Tags: amin merisio pp psd