Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

“Que não aconteça com as vacinas o que aconteceu com os respiradores”, salienta João Amin

Deputado salientou que Santa Catarina é o que menos vacinou entre os estados do Sul do país
Marciano Bortolin
Por Marciano Bortolin Florianópolis, SC, 09/02/2021 - 15:39Atualizado em 09/02/2021 - 15:41
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O deputado estadual, João Amin (PP), utilizou a tribuna durante a sessão da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), para demonstrar preocupação com a vacinação no estado. Ele, inclusive, apresentou o mapa da vacinação no país. “O tom que Santa Catarina está na vacinação está entre os piores estados do Brasil e o pior do Sul em termos de vacinação. Santa Catarina está atrás do Paraná, do Rio Grande do Sul. Se formos comparar em termos de população, estamos atrás até de Goiás que tem um pouco menos de um milhão de habitantes em relação com Santa Catarina”, falou.

O parlamentar também falou da distribuição das doses. “Das 213 mil doses oferecidas, apenas 78 mil foram oferecidas para Florianópolis, Joinville, São José e Chapecó. Há uma desintegração com os municípios. Tem município que não está sendo preparado, que não está sendo avisado anteriormente com as doses disponíveis. Tenho certeza que, independente de briga política, recurso e vacina não vão faltar. O que tem que ter é organização, sincronia. Santa Catarina está com 1,05% de pessoas vacinadas. Todo este exemplo a curto prazo é muito ruim, é só lembrar o caso dos respiradores, onde foram comprados, pagos, mas não chegaram. O que me traz aqui hoje são questionamentos. Não vim para fazer nenhuma afirmação, nenhuma acusação. A minha provocação, a minha força é para que não se repita o desaste dos respiradores nas vacinas”, pontua

Tags: coronavírus