Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Presidente da FME diz que Criciúma poderia ter ido melhor nos Joguinhos

Cidade fechou a competição em 12º lugar, conquistando 23 medalhas, sendo três de ouro
Erik Behenck
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 30/07/2018 - 15:18
(foto: divulgação/Tênis de mesa conquistou um troféu para a cidade)
(foto: divulgação/Tênis de mesa conquistou um troféu para a cidade)

A 31ª edição dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina, disputados em Curitibanos, chegou ao fim no último sábado (28). Criciúma terminou a competição em 12º lugar geral, somando 39 pontos, conquistando 23 medalhas, sendo seis de ouro, nove de prata e oito de bronze. O título geral ficou com Joinville, que somou 117 pontos.

“Na minha avaliação particular, nós poderíamos ter ido melhor um pouquinho. Foram seis modalidades que era para ter uma pontuação melhor, saímos daqui com um certo otimismo de que seria campeão no futebol de campo, no futsal, no futebol feminino e outras modalidade que não pontuamos de acordo”, analisou o presidente da Fundação Municipal de Esportes (FME), Sandro Araújo.

A campanha foi pior do que no último ano, quando a cidade ficou com 5ª posição, somando 63 pontos. A FME passou por mudanças administrativas nos últimos dois anos, o que dificultou uma melhor colocação. Criciúma conquistou o troféu de bronze no tênis de mesa, confirmado no último dia de evento.

“Recomeçou do zero praticamente, a reformulação, o investimento. Tivemos problemas de bolsas, com técnicos. Perdemos muitos atletas do ano passado para esse ano. Estamos colocando a casa em ordem, graças a deus. Mesmo com essas dificuldades, esse ano houve uma melhora, mas nossas equipes não corresponderam dentro da quadra”, completou o presidente da FME.