Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Prédio da Esucri segue interditado até que correções sejam feitas

Unidade IV foi interditada na noite de ontem após uma das vigas apresentar rachaduras
Por Clara Floriano Criciúma - SC, 17/11/2018 - 10:47Atualizado em 17/11/2018 - 11:47
Fotos: Carlos Rauen/ NSC Colaboração
Fotos: Carlos Rauen/ NSC Colaboração

A Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec) de Criciúma realizou, junto a uma equipe de engenheiros do Corpo de Bombeiros, uma vistoria na unidade IV da Esucri. O prédio foi interditado na noite de ontem após uma das vigas de sustentação ter apresentado rachaduras.

De com o coordenador da Defesa Civil, Dioni Borba, ao que tudo indica aquele foi o único lugar do prédio que apresentou rachaduras. Agora uma avaliação específica será feita para apurar as possíveis causas e o que pode ser feito para corrigir o problema.

Enquanto isso, a estrutura continua interditada até a reestruturação. “Só que, para isso, precisamos aguardar a perícia para ver se temos como começar a fazer as correções sem colocar trabalhadores em risco. Após este trabalho e à reestruturação é que vamos desinterditar o prédio”, contou.

Ainda não se sabe o que causou o colapso estrutural na instituição, mas de acordo com Dioni diversos fatores podem ter influenciado. “Por ser um prédio muito antigo, não sabemos em que condições ele foi construído também”, acrescentou. Após as correções arquitetônicas, a Defesa Civil de Criciúma deve emitir um novo laudo para que então o prédio seja desinterditado.