Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Polícias já fecharam mais de 1,8 mil estabelecimentos em SC

Governador pede apoio ao Ministério da Defesa para controlar fronteiras e aeroportos
Denis Luciano
Por Denis Luciano Florianópolis, SC, 22/03/2020 - 20:41Atualizado em 22/03/2020 - 20:44
PM nas ruas de Criciúma / Foto: Denis Luciano / 4oito
PM nas ruas de Criciúma / Foto: Denis Luciano / 4oito

Com 68 casos oficialmente confirmados de coronavírus, Santa Catarina reforça ações de fiscalização do cumprimento dos decretos de suspensão de serviços. "Queremos pedir que as pessoas continuem fazendo isolamento social, fiquem em casa, é a maneira mais eficiente de combater a propagação", reforçou neste domingo, 22, o governador Carlos Moisés.

As ações de segurança estão reforçadas, e com números elevados. Em balanço, o governador sublinhou que as polícias já fecharam mais de 1,8 mil estabelecimentos comerciais nos dias de vigor dos decretos restritivos.

"As atividades de repressão e fiscalização para a determinação de isolamento geraram 1.735 estabelecimentos fechados pela Polícia Civil e três conduções à delegacia. A PM gerou 7.256 intervenções, 838 ocorrências, 672 notificações formais, 98 interdições de estabelecimentos e 94 termos circunstanciados foram gerados", enumerou Moisés.

O governador adiantou o conteúdo de pedidos que encaminhou ao Governo Federal neste domingo. "Nós encaminhamos um expediente ao Ministério da Defesa no sentido de nos auxiliar na fiscalização do controle do acesso a aeroportos e fronteiras. A nossa parte nós estamos fazendo, no que diz respeito ao território catarinense, estamos solicitando apoio das Forças Armadas para garantir a segurança em Santa Catarina", salientou.

Ouça a manifestação de Carlos Moisés no podcast:

Tags: coronavírus