Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

PM é morta por ex-marido em Forquilhinha

Ele invadiu a residência, no bairro Vila Lourdes, e atirou contra a ex-mulher. O autor já fez parte da Polícia Militar
Denis Luciano
Por Denis Luciano Forquilhinha, SC, 13/07/2020 - 12:26Atualizado em 13/07/2020 - 13:24
Arquivo / 4oito
Arquivo / 4oito

A sargento Regiane Miranda, do 9o Batalhão da Polícia Militar, foi morta por seu ex-marido no fim da manhã desta segunda-feira, 13, em sua residência no bairro Vila Lourdes, em Forquilhinha.

"Uma situação muito triste", lamentou o coronel Evandro Fraga, comandante da 6ª Região de Polícia Militar (6ª RPM). As informações sobre as circunstâncias do crime ainda estão sendo apuradas. A princípio, constatou-se que o homem, em processo de separação da policial, invadiu a residência, disparou contra ela e depois cometeu suicídio. Ele já integrou a PM, tendo deixado a corporação tempo depois para exercer outra função.

A PM foi acionada para uma ocorrência na residência, após a vizinhança ouvir tiros. Ao chegar no local, a guarnição constatou que a vítima tratava-se da policial.

Sobre a vítima

A policial morta pelo ex-marido estava na PM desde 2004. Ela era instrutora do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) e atuava na guarnição da PM em Forquilhinha.

PM se pronuncia

A PM emitiu uma nota sobre o caso. Confira:

É com grande pesar que a Polícia Militar (PM), informa o falecimento da 3º Sargento Regiane Miranda do 9° Batalhão. A tragédia aconteceu na manhã desta segunda-feira, dia 13, no bairro Vila Lourdes, em Forquilhinha. As informações iniciais dão conta que a Sargento Regiane foi vítima de feminicídio praticado pelo ex-marido, que após cometeu suicídio. A Policial Militar ingressou na corporação em 2004, foi por muitos anos instrutora do PROERD e atuava com grande ênfase no policiamento de proximidade. A Sargento atualmente estava lotada na guarnição da Polícia Militar (PM) de Forquilhinha. O local foi isolado e o Instituto Geral de Perícias (IGP) está realizando o trabalho pericial. A ocorrência ainda está em andamento.