Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Plenário: A aproximação de Gean Loureiro e Raimundo Colombo

Prefeito de Florianópolis é um dos possíveis candidatos a governador
Marciano Bortolin
Por Marciano Bortolin Criciúma - SC, 20/09/2021 - 08:48Atualizado em 20/09/2021 - 09:00
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

As articulações para as eleições de 2022 vão ganhando força e aqueles que têm intenção de concorrer aos cargos se movimentam.

Um deles, é o prefeito de Gean Loureiro, que comanda em Santa Catarina o surgimento de um novo partido, fruto da fusão entre o PSL e o DEM.

O comentarista da Som Maior, Upiara Boschi, relata fato importante do fim de semana envolvendo Loureiro e outro nome da política catarinense: o ex-governador e ex-senador Raimundo Colombo (PSD). 

Em Lages, na Serra Catarinense, Upiara presenciou a aproximação entre os dois. “Foi interessante a passagem pela Serra para palestrar na formação de lideranças políticas. Estive lá em 2019 com várias pessoas assistindo interessadas em disputar eleições, voltei dois anos depois e alguns deles se elegeram, o que mostra que algumas coisas foram aproveitadas. O evento deste ano foi aberto por Gean Loureiro, teve palestra da deputada federal, Carmen Zanotto (Cidadania), e teve também o Raimundo Colombo. Foi um evento importante, mas o que aconteceu fora talvez seja o mais relevante, porque Gean Loureiro e Raimundo Colombo vem ensaiando aproximação e consumaram isso em um belo churrasco, esta atuação para que um deles seja o candidato.

Ainda segundo Upiara Boschi, Loureiro está entusiasmado com a formação da nova sigla que deve se consumar nesta quarta-feira. "Ele fez um gesto prévio com conversa com Julio Garcia, que hoje está em posição diferente de Colombo dentro do PSD. O Gean diz que vai se colocar no jogo, se contrapor ao governo de Carlos Moisés e levou convite para Carmen Zanotto ingressar no novo partido que é a fusão do PSL e do DEM. Ela ouviu atentamente. Voltei da Serra olhando a candidatura de Gean ganhando uma proporção maior. Passou pela Serra de uma forma muito interessante”, comenta.

Outro fato tratado no Plenário desta segunda-feira, 20, foi a possibilidade do ex-deputado Jorge Boeira concorrer ao Governo do Estado. “Ficou claro que há simpatia que o Boeira seja candidato da centro-esquerda se ele for para o PSB. Tem interesse que se apresente uma chapa diferente sem o ranço com PT, PCdoB e o Jorge Boeira pode ser a novidade que a esquerda de Santa Catarina está procurando. Pelo PP ele acaba ocupando o lugar de Joares Ponticelli na sombra de Amin, se este vai ou não vai. Por outro lado, o volume de recursos que o governador Moisés despejou aqui no último roteiro, mostra a intenção de ocupar um campinho que está vago”, salienta.