Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

PDT dá 24 horas para Paulinha renunciar a liderança do governo na Alesc

Deputada diz que caso é uma briga de egos. Ela é a primeira mulher a assumir a função no estado
Por Guilherme Nuernberg Florianópolis - SC, 19/02/2020 - 08:01Atualizado em 19/02/2020 - 08:01
Foto: Arquivo / 4oito
Foto: Arquivo / 4oito

O governador Carlos Moisés anunciou em suas redes sociais na última sexta-feira, 14, que a deputada estadual Ana Paula da Silva (PDT), a Paulinha, tinha aceitado seu convite para assumir a liderança do governo na Assembléia Legislativa. Nesta segunda-feira, 19, a direção estadual do PDT emitiu uma nota oficial dando o prazo de 24 horas para a deputada renunciar a nova função, sob pena de expulsão do partido por infidelidade partidária. O diretório alega que o partido é oposição no estado.

A deputada respondeu ainda na noite de segunda-feira, também em nota. Ela acusou o partido de fazer a velha política, alega que o fato se trata de uma briga de egos, que estão exautados por não haver negocioção de cargos no estado. 

Ainda de acordo com a deputada, não existia no partido nenhuma diretriz ou orientação partidária que a impediam de assumir a função de líder de governo. Paulinha, primeira mulher a liderar o governo na assembélia, afirmou que lutará pelo seu lugar no partido e deixou entendido que continurá cumprindo a função dada pelo governador Moisés.