Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
Exclusivo

Para a maioria dos eleitores, apoio de Salvaro ajudaria na escolha do próximo prefeito de Criciúma

Dados da pesquisa IPC foram divulgados com exclusividade pela Som Maior na manhã desta segunda-feira (21)
Por Stefanie Machado Criciúma, SC, 21/08/2023 - 11:19 Atualizado em 21/08/2023 - 11:26
Foto: Gabriel Mendes/Arquivo 4oito
Foto: Gabriel Mendes/Arquivo 4oito

Quer receber notícias como esta em seu Whatsapp? Clique aqui e entre para nosso grupo

Para a maioria dos eleitores criciumenses, o apoio do atual prefeito Clésio Salvaro (PSD) a um candidato influenciaria na sua escolha na hora do voto. De acordo com o levantamento de intenção de voto para as eleições de 2024, do Instituto de Pesquisa Catarinense (IPC), encomendado com exclusividade pela Rádio Som Maior, 50,6% disseram que ajudaria muito na decisão. Outros 29% afirmaram que ajudaria um pouco e 20,4% declararam que não ajudaria em nada. 

A pesquisa, divulgada nesta segunda-feira (21), foi realizada entre os dias 16 e 20 de agosto de 2023, totalizando 600 entrevistas. A margem de erro máxima é de 4,0 pontos percentuais, para mais ou para menos, e o nível de confiança é de 95%.

Salvaro cumpre seu segundo mandato seguido como prefeito de Criciúma. Por isso, no próximo ano, o político não poderá concorrer às eleições. 

 

Apoio de Bolsonaro

A pesquisa também perguntou aos entrevistados em relação ao apoio do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) para um candidato a prefeito de Criciúma. Para 44,8% dos eleitores, o posicionamento dele não ajudaria em nada. Outros 32,6% disseram que ajudaria um pouco e 22,6% declararam que ajudaria muito.

 

Apoio de Jorginho

Os entrevistados foram questionados a respeito de uma possível posição do governador Jorginho Mello (PL). Quanto a isso, mais da metade (52,6%) acreditam que o apoio dele não ajudaria em nada na sua decisão para prefeito de Criciúma. Por outro lado, 32,2% afirmaram que ajudaria um pouco e outros 15,2% defenderam que ajudaria muito. 

 

Apoio de Lula

Por fim, os entrevistadores perguntaram sobre o atual presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Para uma expressiva maioria de 76%, não ajudaria. Enquanto isso, 15,2% manifestaram que ajudaria um pouco e 8,8% falaram que ajudaria muito. 

 

Copyright © 2022.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito