Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Operação Blackout: Salvaro desabafa (VÍDEO)

"Tem que ganhar na urna, no voto", disparou. Prefeito defendeu setor de licitações e garantiu lisura dos processos
Marciano Bortolin
Por Marciano Bortolin Criciúma, SC, 02/07/2020 - 18:06Atualizado em 02/07/2020 - 18:55
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O prefeito Clésio Salvaro (PSDB), postou vídeo em suas redes sociais no início da noite desta quinta-feira, 2, para comentar a Operação Blackout, realizada pelo Gaeco na prefeitura de Criciúma.

O prefeito gravou o vídeo na sala de licitações do Paço Municipal Marcos Rovaris. Ele encerra falando que para ser prefeito da cidade tem que ser na urna. “Eu, a procuradora, os meus secretários e disse: ‘Procuradora, qualquer problema você pode nos procurar, está aqui o nosso telefone’. Agora, depois de um ano de investigação, se é que tinha algum indício de problemas aqui na prefeitura. Esperar passar um ano para mandar a polícia aqui dentro. Porque não nos chamou antes? Porque não esclareceu antes se este é o propósito do Ministério Público é igual o nosso de total transparência, de não causar prejuízo ao cidadão que paga os impostos. Será que é justo isso ou quer esperar mesmo, como diz os adversários: ‘deixar perto das eleições’. Eu sei, já enfrentei isso. Uma vez cassaram o meu mandato por ter feito casamentos coletivos. Para ser prefeito desta cidade tem que ganhar na urna, no voto, nãos erá novamente no tapetão”, falou Salvaro.

Indignado, ele ainda falou em transparência. “Aqui tem um ambiente reservado para o Observatório Social. Tudo é muito transparente. Hoje fomos surpreendidos com uma operação do Ministério Público”, falou.