Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Operação Blackout: Gaeco na prefeitura de Criciúma

Computadores e documentos foram apreendidos. Irregularidades em contratos de iluminação pública são investigadas
Denis Luciano
Por Denis Luciano Criciúma, SC, 02/07/2020 - 10:53Atualizado em 02/07/2020 - 15:31
Especial / 4oito
Especial / 4oito

A prefeitura de Criciúma foi visitada por agentes do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco) na manhã desta quinta-feira, 2. Computadores foram confiscados e outros materiais requisitados acabaram recolhidos pelos agentes como parte da Operação Blackout. Entre os setores investigados estão a Secretaria Municipal de Infraestrutura, o departamento de saneamento básico e o setor de compras.

Contratos de contratação de materiais para iluminação pública são a razão da investigação. O alto custo para aquisição desses itens motivou denúncia há alguns meses na Câmara de Vereadores, o que originou denúncia ao MPSC e, agora, o desenrolar da Operação Blackout. O computador de um secretário municipal e celulares de sete integrantes do atual governo foram investigados. Entre os cinco mandados de busca e apreensão em cumprimento, um seria em Içara. Uma empresa prestadora de serviço com contrato firmado com a prefeitura está sendo investigada.

"As diligências estão em andamento, estamos no aguardo da chegada desse material para emitir uma nota", disse a promotora Caroline Eller ao 4oito. 

Mais detalhes em instantes. Ouça, no podcast, mais informações: