Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

O histórico de Itamar antes e depois do Criciúma

Mais de uma década depois, treinador volta a trabalhar no Tigre. Ele chega, de novo, em meio a dificuldades na Série C
Denis Luciano
Por Denis Luciano Criciúma, SC, 08/10/2020 - 08:15Atualizado em 08/10/2020 - 13:26
Foto: Marlon Costa / Pernambuco Press
Foto: Marlon Costa / Pernambuco Press

O Criciúma já tem técnico para suceder Roberto Cavalo, demitido no começo da tarde desta quarta-feira, 7. Itamar Schulle está acertado com o Tigre. Os jogadores já tomaram conhecimento da contratação, e Itamar é aguardado nas próximas horas em Criciúma. O anúncio oficial pelo clube deve acontecer à tarde, em entrevista coletiva do presidente Jaime Dal Farra e do assessor da presidência Ocimar Bolicenho.

Confira também - Cavalo caiu e Itamar Schulle vai assumir o Criciúma

Itamar tinha sondagens de outros clubes, como Vitória e Guarani, mas não houve acerto com nenhum desses clubes, e ele acabou tomando o rumo do Tigre mesmo. A amigos, confidenciou o acerto e disse que estava empolgado em trabalhar no Criciúma, onde teve uma passagem de alguns meses há pouco mais de uma década. 

Salvou numa Série C

Quando contratado em 22 de junho de 2009, pelo presidente Édson Cascão Búrigo, Itamar veio em uma situação pior que a de agora. Além de viver grave crise financeira, o time não decolava no Campeonato Brasileiro, e corria risco de rebaixamento para a recém criada Série D, que naquela temporada estava em sua primeira edição.

Era um grupo de cinco equipes, do qual duas classificavam para a segunda fase e uma caía para a D. Jogavam em turno e returno. Logo, naquela temporada, o Campeonato Brasileiro se resumiu a oito jogos para o Criciúma. Aquela presença na Série C era resultado do rebaixamento na Série B de 2008.

Itamar no Criciúma em 2009

Pois bem, o Tigre fez um péssimo primeiro turno. Estreou empatando em casa, 1 a 1 com os paulistas do Marília. Depois, fez dois jogos no Rio Grande do Sul e perdeu para Caxias e Brasil de Pelotas, ambos por 1 a 0. E deu vexame no fechamento do turno, tomando 4 a 1 em casa do Marcílio Dias. Além de acender o alerta para o risco de queda à quarta divisão, o jogo fez a diretoria demitir o então treinador Roberto Fonseca. Isso era 20 de junho.

Itamar estava parado fazia alguns meses. Havia treinado o Brasil de Pelotas em 2008. Antes, tinha no currículo passagens por outros dez clubes gaúchos, catarinenses, paranaenses e paulistas. Em Santa Catarina, passou por Joinville, Juventus de Jaraguá do Sul, Figueirense e São Bento, de São Bento do Sul. Começou a carreira, também em Santa Catarina, em 2002, no Atlético Alto Vale de Rio do Sul. É natural de Ituporanga.

Itamar já trabalhou na Chapecoense

E a escolha foi por ele. E Itamar Schulle chegou em 22 de junho de 2009 para comandar o Criciúma, lanterna da Série C e caminhando para a D. Estreou em 5 de julho vencendo o Marcílio Dias por 1 a 0, em Itajaí. O gol de Glaydson, aos 40 minutos do segundo tempo, acabou sendo o mais decisivo, já que este resultado fez o Criciúma, no fim das contas, se afastar do rebaixamento. Na sequência, o Criciúma com Itamar no comando ganhou do Brasil de Pelotas em casa por 3 a 2. A derrota para o Caxias no dia 26 de julho por 1 a 0, em casa, fez o Criciúma sair da briga por classificação, mas o objetivo estava cumprido: continuar na Série C. Tanto que, quatro dias depois, a diretoria anunciava a renovação do contrato com Itamar Schulle até 2010, visando a Copa Santa Catarina ainda naquela temporada e o Estadual no começo do ano seguinte. Na despedida daquela C para esquecer, o Tigre ainda perdeu fora para o Marília, 2 a 0.

Série C 2009 - Grupo D

1 - Caxias, 16 pontos

2 - Brasil, 16

3 - Marília, 15

4 - Criciúma, 7

5 - Marcílio Dias, 3

Na segunda competição de Itamar, o Criciúma foi terceiro colocado na Copa Santa Catarina. Teve bons momentos, como a estreia vencendo o Brusque por 2 a 1 fora de casa, e as vitórias por 4 a 2 sobre Metropolitano e Joinville, que foram os finalistas da competição, além da despedida fazendo 5 a 2 no Avaí na Ressacada.

Itamar na Copa Santa Catarina 2009

Terceiro lugar

12 jogos

6 vitórias

2 empates

4 derrotas

Veio 2010, e a temporada de Itamar no Criciúma acabou curta, apenas dois jogos. Estreou no Campeonato Catarinense tomando 3 a 0 do Joinville, fora, e levou 3 a 1 em casa do Atlético de Ibirama, em 20 de janeiro. Após a partida, a direção anunciou a demissão de Itamar, e promoveu o auxiliar do clube, Wilson Vaterkemper, para efetivo. Eram, a partir daí, os últimos momentos da gestão Cascão Búrigo, e em março viria a nova fase do Criciúma, sob o comando de Antenor Angeloni.

Itamar Schulle no Criciúma - 2009 e 2010

23 jogos

11 vitórias

3 empates

9 derrotas

Enquanto o Tigre vivia novos tempos, a partir de março de 2010, Itamar rodava o Brasil até se reencontrar com o Tigre agora, mais de uma década depois.

Ganhou o turno da Copa Santa Catarina em 2011 pelo Brusque. Em 2013, faturou o título metropolitano e da Copa Rio Grande do Sul pelo Novo Hamburgo. Chegou ao título de campeão paranaense em 2015 pelo Operário de Ponta Grossa.

Itamar teve bons resultados no Novo Hamburgo

Conquistou o Campeonato Paraibano em 2017 pelo Botafogo, e foi bicampeão matrogrossense em 2018 e 2019 pelo Cuiabá, clube que também em 2018 ajudou a promover para a Série B do Brasileiro.

Técnico foi bicampeão estadual no Cuiabá

Estava, por último, no Santa Cruz. Abaixo, a lista de clubes de Itamar Schulle por temporada:

2002 - Atlético Alto Vale, de Rio do Sul (SC)

2003 - São Bento, de São Bento do Sul (SC)

2003 e 2004 - Nacional, de Rolândia (PR)

2004 - Juventus, de Jaraguá do Sul (SC)

2004 e 2005 - Metropolitano, de Blumenau (SC)

2005 - Figueirense

2005 e 2006 - Juventus, de Jaraguá do Sul (SC)

2006 - São Carlos, de São Carlos (SP)

2006 e 2007 - Juventus, de Jaraguá do Sul (SC)

2007 - Joinville

2007 - Rio Branco, de Paranaguá (PR)

2007 - São Luiz, de Ijuí (RS)

2008 - Brasil, de Pelotas (RS)

2009 e 2010 - Criciúma

2010 - Botafogo, de João Pessoa (PB)

2010 - Pelotas, de Pelotas (RS)

2011 - São José, de Porto Alegre (RS)

2011 - Brusque

2012 - Novo Hamburgo, de Novo Hamburgo (RS)

2012 - Chapecoense

2012 - Santo André, de Santo André (SP)

2013 e 2014 - Novo Hamburgo

2014 - Caxias

2014 e 2015 - Operário, de Ponta Grossa (PR)

2015 a 2017 - Botafogo, de João Pessoa (PB)

2017 - ABC, de Natal (RN)

2018 e 2019 - Cuiabá

2019 - Vila Nova

2020 - Santa Cruz

Agora, Itamar vem para tirar o Criciúma do sufoco na Série C. Fora da zona de classificação após um turno inteiro - em 2009 ele também assumiu no fim do primeiro turno -, o técnico terá nove partidas para classificar o Criciúma às quartas de final. A estreia deverá ser já no domingo, contra o Londrina, no Heriberto Hülse.